Primeira feira com tratamento de resíduos é inaugurada em Manaus

Manaus – Para desenvolver a prática de ações sustentáveis, a Agência de Desenvolvimento Sustentável (ADS) criou o Projeto Coleta Seletiva que contribuirá com as plantações dos produtores rurais e evitará o desperdício de produtos vendidos nas feiras, que vão parar no lixo. A medida foi anunciada neste sábado (13), durante a reinauguração da Feira de Produtos Regionais do Cassam, a primeira da Região Norte a usar a técnica.

Todo o lixo orgânico produzido na feira passará pela técnica de compostagem, que é um processo biológico de valorização da matéria orgânica, seja ela de origem urbana, doméstica, industrial, agrícola ou florestal, e, posteriormente, entregue ao produtor para que seja utilizado no solo e traga melhorias na plantação.

Para o presidente da ADS, Lissandro Breval, a providência é uma forma de envolver os produtores na prática do desenvolvimento sustentável.

“Teremos  a primeira feira da região Norte com tratamento de resíduos orgânicos, isso é um avanço para os produtores do nosso Estado e um exemplo para outros estados brasileiros”, pontuou.

A empresa AgroRio será a responsável por coletar todo o material nos dias em que ocorrem as feiras. Segundo o diretor da AgroRio, Michel Ribeiro, o método é usado por  empresas do Polo Industrial de Manaus (PIM) e vem alcançando bons resultados.

“Nós já fazíamos isso com os resíduos das empresas do distrito e agora, em parceria com a ADS, temos a possibilidade de proporcionar a população que frequenta as feiras, produtos mais baratos e de qualidade”, disse Michel.

O projeto será implantado, também, na Feira do Asa, na Feira do Comando Geral da Policia Militar, na Feira da Cidade Nova, localizada na quadra da Escola Estadual Júlio Cesar, ambas coordenadas pela Agência de Desenvolvimento Sustentável.

Outra novidade da Feira de Produtos Regionais é a abertura do projeto de Balcão de Agronegócio. O serviço é voltado para a orientação dos produtores em novas oportunidades para comercialização dos produtos e visitantes que tenham interesses em fazer parte da feira.

Para a produtora do município de Manacapuru, Raimunda Oliveira, a troca de experiências entre o produtor e profissionais da área têm ótimos resultados. “Sentimos confiantes em aumentar para produção depois de tirar as dúvidas”, finalizou.

A Feira do Cassam abriga em torno de 100 produtores de 15 municípios do Amazonas. O projeto de revitalização do espaço contou com o apoio do Fundo de Promoção Social (FPS). O local funciona, semanalmente, e movimenta em torno de R$ 480 mil por mês, recebendo no mesmo período quase 2 mil pessoas.

De 2008 a 2016, as quatro Feiras de Produtos Regionais já somaram mais de R$ 50 milhões de recursos movimentados, mais de 15 milhões de quilos de produtos comercializados, com uma média de 90 cooperativas e associações participantes.