Operação apreende 15 veículos em fiscalização com apoio da PM

Dos veículos apreendidos, 12 eram motocicletas que faziam o transporte não autorizado de passageiros por mototáxi

Com informações da assessoria / redacao@diarioam.com.br

Manaus- Ao menos 15 veículos irregulares foram apreendidos durante a primeira ação entre a Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU) e a Polícia Militar, em fiscalizações realizadas na manhã desta segunda-feira (9). Com o suporte de viaturas e policiais militares, disponibilizados de acordo com o termo de convênio assinado na última quinta-feira (5), duas equipes de fiscais de transporte atuaram de forma simultânea em bairros das zonas Norte e Leste.

Dos veículos apreendidos, 12 eram motocicletas que faziam o transporte não autorizado de passageiros por mototáxi. Os demais, duas motocicletas e uma picape, eram de profissionais legalizados, do serviço de mototáxi e táxi-frete, que estavam com problemas na documentação exigida pela SMTU.

As abordagens foram acompanhadas por efetivo dos Comandos de Policiamento de Área (CPAs) das zonas Norte e Leste, além de agentes de trânsito do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans). Foram percorridos os bairros São José, Grande Floresta, Grande Vitória, Tancredo Neves, Novo Aleixo, Mutirão, Santa Etelvina, Manoa, Cidade Nova, dentre outros.

Para Robson de Jesus Martins, 40, legalizado pela prefeitura desde 2014, a ação realizada pela SMTU em conjunto com a PM torna as blitz mais seguras a todos. “Com certeza, é positivo porque com o apoio da Polícia Militar não tem mais aquele atrito que poderia acontecer nas abordagens e traz mais segurança aos próprios fiscais e também aos mototáxis regulares”, afirmou.

A mesma opinião é compartilhada pelo também mototaxista Delcinei Prestes, 34. “Há pessoas que usam de má-fé para fazer mototáxi. A gente não, nós pagamos todas as taxas direitinho e eles não pagam nada. Os fiscais da SMTU estão fazendo o trabalho deles, e é bem-vindo este reforço da PM”, frisou.

As operações continuarão e, nos próximos dias, outras zonas da cidade serão fiscalizadas, conforme explica o diretor de Transportes Urbanos da SMTU, Robson Falcão. “Com o apoio dos policiais foi possível fazer duas equipes, ou seja, estamos ampliando o alcance das operações que vão acontecer em todas as zonas. Por diversas vezes os fiscais da SMTU se deparam com pessoas que tentam dificultar a fiscalização, inclusive utilizando ameaças com o objetivo de inibir a atuação dos servidores. Hoje não vimos isso, as operações foram tranquilas, os fiscais puderam fazer o seu trabalho, seguindo o que a lei estabelece”, destaca.

Convênio

O convênio celebrado na última quinta-feira (5) viabiliza a atuação de policiais militares no trabalho de fiscalização dos serviços de transporte feito pela SMTU. O trabalho entre as partes tem a finalidade de resguardar a integridade física dos fiscais na execução de blitze, principalmente, no combate ao serviço clandestino, e nos terminais de integração T1 (Constantino Nery), T2 (no bairro Cachoeirinha), T3 (na Cidade Nova), T4 (Jorge Teixeira) e T5 (São José). O convênio tem vigência de 12 meses, podendo ser prorrogado de acordo com interesse dos conveniados.