Parte da Djalma Batista deve ser liberada até o final da semana, diz Prefeitura

O prefeito de Manaus Arthur Virgílio Neto esteve no local das obras, na manhã desta segunda-feira (19), para acompanhar o andamento do trabalho

Édria Caroline e assessoria / redacao@diarioam.com.br

Manaus – Com 70% das obras concluídas, parte da avenida Djalma Batista deve ser liberada para trânsito de veículos até o final da semana, desafogando o trânsito no sentido bairro/Centro. O prefeito de Manaus Arthur Virgílio Neto esteve no local das obras, na manhã desta segunda-feira (19), para acompanhar o andamento do trabalho de recuperação da rede de drenagem de uma das avenidas mais movimentadas da cidade.

Com 70% das obras concluídas, parte da avenida Djalma Batista deve ser liberada para trânsito de veículos até o final da semana. (Fotos: Alex Pazuello/Semcom) 

“É uma obra séria e preventiva. Sabemos do impacto no trânsito e na vida das pessoas, mas, acima de tudo, nos preocupamos com a segurança de quem trabalha e de quem utiliza a via todos os dias. Na escavação, encontramos resíduos de intervenções antigas de outras gestões. Ou seja, mexeram de maneira superficial para empurrar com a barriga”, afirmou o prefeito. Arthur disse, ainda, que o serviço executado na Djalma é definitivo e deveria ter sido feito há mais tempo.

O prefeito Arthur disse que dos 2 metros de tubulação, apenas 30 centímetros não estavam obstruídos. “Fiquei surpreso ao saber que, durante as escavações, foi encontrada uma intervenção superficial nesse local da obra, feita em gestões passadas. Não tivemos medo de enfrentar o problema de frente e estamos fazendo o trabalho como deveria ser feito. É uma rede antiga e que poderia colocar em risco a vida das pessoas”, disse Arthur.

O subsecretário da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), Antônio Peixoto, enfatizou que a obra é necessária. “Já haviam sinais desde o ano passado de que essa rede de drenagem já apresentava problemas. Então a gente teve que fazer essa intervenção de maneira emergencial e necessária por conta das chuvas e de uma rede muito antiga”, explicou.

Antônio Peixoto ainda afirmou que a rede já foi substituída, onde foi feita uma implantação de uma rede dupla de 1,5 metros atravessando a Djalma Batista. O trabalho, agora, consiste na implantação do restabelecimento do sentido bairro/Centro para que até o final de semana o trânsito no trecho da avenida possa ser restabelecido, para diminuir os transtornos.

Após o término da primeira etapa, serão iniciadas as obras para o restabelecimento da caixa que fica próximo a uma rede de lanchonetes. “Nos próximos dias, com muita técnica, sem pressa, para restabelecer a caixa para aí sim fazer a entrega. Acreditamos que nos próximos 20 dias vamos conseguir concluir a segunda parte”, disse o subsecretário.

Chegando aos 70% de implantação da nova tubulação, com cerca de 30 metros de tubos em concreto armado assentados, a obra de recuperação da rede de drenagem da avenida Djalma Batista mobiliza, ao menos, 100 homens da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), além de diversos maquinários. Ainda não há uma data prevista para a conclusão das obras.