Retorno de fiscalização na ‘faixa azul’ é adiado pela prefeitura

Ainda sem previsão, as avenidas Constantino Nery, Torquato Tapajós e Mário Ypiranga Monteiro, na zona centro-sul, continuam liberadas para o trânsito

Gisele Rodrigues / redacao@diarioam.com.br

Manaus – Foi adiado o retorno da fiscalização de trânsito na ‘faixa azul’. Ainda sem previsão, as avenidas Constantino Nery, Torquato Tapajós e Mário Ypiranga Monteiro, na zona centro-sul, continuam liberadas para o trânsito, segundo informou, nesta sexta-feira (17), o Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização de Trânsito (Manaustrans).

Quando a nova data for decidida, agentes do Manaustrans vão orientar condutores de veículos de passeio a circular fora da faixa azul. (Foto: Jair Araújo/Arquivo)

O órgão havia informado que após a próxima sexta-feira (24) iniciaria as cobranças pelas regras da faixa exclusiva para ônibus, mas, na manhã desta sexta, voltou atrás na decisão.

A fiscalização na Faixa Azul foi suspensa devido as obras de substituição da drenagem na Avenida Djalma Batista, que devem ser entregues neste sábado (18), segundo informou a Prefeitura de Manaus.

Quando as fiscalizações forem retomadas, o motorista ainda contará com uma novidade, segundo informou o Manaustrans. Entre 23h e 3h da manhã em dias de semana e aos finais de semana, e após o meio-dia dos sábados, os veículos de passeio poderão utilizar a faixa exclusiva, inclusive nos domingos e feriados.

De acordo com o Manautrans, a nova regra limita a circulação no corredor exclusivo de segunda a sexta, no horário das 4h às 22h; e sábado, das 4h até o meio-dia, para os ônibus e veículos autorizados como táxis, veículos de transporte especial de fretamento, veículos de transporte escolar, guinchos em efetivo serviço de remoção, veículos de tropa e de equipamentos bélicos das Forças Armadas e veículos de polícia, salvamento e fiscalização de trânsito.

Quando a nova data for decidida, agentes do Manaustrans vão orientar condutores de veículos de passeio a circular fora da faixa azul. O período servirá para alertar sobre os novos horários e a volta da fiscalização aos condutores, segundo o órgão de trânsito.