Após fim de greve, frota de ônibus volta a circular em Manaus

De acordo com o Sinetram, 100% da frota estará nas ruas da capital a partir desta terça-feira. Um acordo entre a entidade e o Sindicato dos Rodoviários pôs fim à greve, que durou sete dias

Da Redação

Manaus – O Empresas de Transporte de Passageiros do Amazonas (Sinetram) informou que os ônibus do transporte público de Manaus voltaram a circular normalmente na manhã desta terça-feira (4). Com o fim da greve do Sindicato dos Trabalhadores de Transporte Rodoviário de Manaus (STTRM), 100% da frota estará nas ruas da capital.

No início desta manhã, a equipe da RÁDIO DIÁRIO constatou que os ônibus estavam saindo da garagem da Eucatur, que atende bairros das zonas norte.

Depois de sete dias de greve, nesta segunda-feira (4), o Sinetram e o STTRM chegaram a um acordo (Foto: Lane Gusmão/Divulgação)

Depois de sete dias de greve, nesta segunda-feira (4), o Sinetram e o STTRM chegaram a um acordo. Com o fim das negociações, a greve, considerada abusiva pela Justiça do Trabalho, foi encerrada. Somente neste ano, ocorreram 15 paralisações irregulares.

O prejuízo estimado soma mais de R$ 5 milhões, sem contar com os danos causados em aproximadamente 60 veículos que foram depredados e incendiados nesta segunda-feira.

Conforme o Sinetram, mais de 2,1 milhões de pessoas foram prejudicadas com as paralisações. Na manhã desta segunda-feira, a população depredou 61 ônibus, das empresas Eucatur, Global Green, Açaí Transportes e Expresso Coroado, nas proximidades do Terminal 4. A confusão ocorreu depois que sindicalistas pararam os terminais de linha, que ficam dentro do T4.

“O pessoal que não trabalhou vai ter que trabalhar para compensar esses dias, sem nenhum tipo de anistia. O reajuste foi de 5,5% e será pago a partir de agosto deste ano. Há um prejuízo de, aproximadamente, R$ 5 milhões com a greve em si, além dos 60 carros depredados”, disse o assessor jurídico do Sinetram, Fernando Borges Morais, logo após a entidade anunciar o fim da greve.