Com 19 novas suspeitas de sarampo, Prefeitura alerta para circulação do vírus

Prefeitura mantém o alerta nas Unidades de Saúde para a intensificação da vacinação de pessoas na faixa etária de 6 meses a 49 anos, como recomendado pelo Ministério da Saúde

Da Redação / redacao@diarioam.com.br

Manaus – O município de Manaus notificou, desde o dia 5 de novembro, 19 novos casos suspeitos de sarampo, que ainda estão em investigação, aguardando o resultado laboratorial para confirmação ou descarte. O número consta no 38º Informe Epidemiológico de Monitoramento de Casos de Sarampo da Prefeitura de Manaus, divulgado nesta segunda-feira (26), pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), indicando que, mesmo com a redução na quantidade de novos casos suspeitos, ainda há circulação do vírus na cidade.

Com isso, a Prefeitura mantém o alerta nas Unidades de Saúde para a intensificação da vacinação de pessoas na faixa etária de 6 meses a 49 anos, como recomendado pelo Ministério da Saúde. “As ações de monitoramento, vigilância e bloqueio vacinal continuam sendo reforçadas, conforme determina o prefeito Arthur Virgílio Neto”, destacou o secretário municipal de Saúde, Marcelo Magaldi.

Vacina é a única forma de prevenção ao sarampo. (Foto: Divulgação)

Magaldi reforçou que a vacina é a única forma de prevenção ao sarampo. “A estratégia agora é focar nos grupos mais suscetíveis para o desenvolvimento de complicações pela doença, que é o caso de crianças, e também fortalecer a busca ativa de pessoas que receberam a primeira dose da vacina, mas ainda não completaram o esquema vacinal contra o sarampo”, explicou.

Em Manaus, desde o início do surto da doença no mês de fevereiro, foram notificados 8.792 casos de sarampo, o que inclui 7.942 registros confirmados, 831 descartados e os 19 casos que continuam em investigação, aguardando resultados laboratoriais.