Dez UBSs funcionarão no ponto facultativo para casos de H1N1

As 10 unidades de saúde da prefeitura vão obedecer a horários especiais: na segunda-feira (4), das 8h às 17h, e na Quarta-Feira de Cinzas (6), das 12h às 17h

Com informações da assessoria / redacao@diarioam.com.br

Manaus – Para assegurar o atendimento de casos suspeitos e/ou dispensação de medicação antiviral para tratamento de pessoas contaminadas pelo vírus H1N1 no período de Carnaval, a Prefeitura de Manaus terá 10 Unidades Básicas de Saúde (UBSs) funcionando nos dias em que haverá ponto facultativo no serviço público municipal (segunda, 4, e quarta-feira, 6). No domingo (3), das 8h às 12h, a UBS José Rayol dos Santos, na Avenida Constantino Nery, zona centro-sul, também irá oferecer, além do atendimento antirrábico humano, a dispensação do Tamiflu aos pacientes com o vírus.

O secretário municipal de Saúde (Semsa), Marcelo Magaldi, explicou que essa foi uma determinação do prefeito Arthur Virgílio Neto, no sentido de não deixar que a população fique sem assistência em caso de suspeita de alguma Síndrome Gripal. “Essa medida considera a realização de vários eventos reunindo grandes aglomerações de pessoas no Carnaval, que são situações propícias à transmissão da gripe Influenza A, provocada pelo vírus”, destacou.

As dez unidades de saúde da prefeitura vão obedecer a horários especiais: na segunda-feira (4), das 8h às 17h, e na Quarta-Feira de Cinzas (6), das 12h às 17h.

Entre os serviços oferecidos estarão o atendimento clínico e de enfermagem, a distribuição de medicamentos, a realização de curativos, nebulização e a aplicação de vacinas. Vale ressaltar que a vacinação não inclui, ainda, a dose contra o H1N1, cuja aquisição já foi solicitada pela prefeitura, mas depende da aprovação e do envio pelo Ministério da Saúde (MS).

A antecipação da Campanha Nacional de Vacinação contra o vírus H1N1 no Amazonas foi solicitada ao Ministério da Saúde pelo prefeito Arthur Neto e pelo governador Wilson Lima, mas depende da produção da vacina em grande escala.

Carnaval: prefeitura terá 10 Unidades Básicas de Saúde (UBSs) funcionando durante o ponto facultativo (Foto: Nathalie Brasil/Arquivo Semcom)

Unidades de referência

Ao todo, exceto os dias de ponto facultativo, a Prefeitura de Manaus conta com 23 unidades de saúde que receberam reforço no abastecimento do antiviral Tamiflu, usado para tratar quem já contraiu a gripe provocada pelo H1N1 e que só é encontrado na rede pública de saúde.

“Toda a rede de saúde do município está preparada para atender aos casos de gripes e, em parceria com o governo estadual, já iniciamos uma campanha de prevenção e orientação na mídia. Nesse início de março vão ser incorporadas ações educativas e de fiscalização orientativa em shoppings, agências bancárias, supermercados, transporte coletivo e escolas por meio das vigilâncias sanitárias, para orientação e prevenção ao vírus junto à população”, afirmou o secretário municipal de Saúde, Marcelo Magaldi.

Medidas de controle

Como principais formas de prevenção, a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) recomenda a higienização frequente das mãos antes de tocar em mucosas (olhos, boca e nariz) e, ao espirrar, o uso de lenços de papel (descartáveis) para proteger boca e nariz; uso de álcool em gel; que indivíduos doentes mantenham repouso, alimentação balanceada e ingestão de líquidos adequada, evitando contato com outras pessoas em ambientes fechados e aglomerados; evitar a exposição de menores de cinco anos à chuva; manter ambientes bem ventilados; caso o indivíduo apresente febre, tosse, dor de garganta, falta de ar ou qualquer outro sintoma associado, que procure a unidade de saúde mais próxima de sua casa para ser avaliado por um médico.

Além do reforço do antiviral Tamiflu nas unidades de saúde, a Prefeitura de Manaus executa ações para o controle da Influenza A (H1N1), por meio do monitoramento e manejo clínico das síndromes gripais. Dentre as ações destacam-se: levantamento da situação vacinal das crianças menores de cinco anos e atualização das cadernetas de todas as vacinas, emissão de comunicado aos Distritos de Saúde (Disas) alertando sobre os fatores de risco e o atual cenário epidemiológico na cidade, investigação, acompanhamento e medidas de controle de todos os casos notificados pela equipe de vigilância epidemiológica.

Unidades que irão funcionar no ponto facultativo

ZONA LESTE

UBS Dr. José Amazonas Palhano – Rua Antônio Matias, s/nº, S. José II

UBS Maria Leonor Brilhante – Av. Autaz Mirim, s/nº, Tancredo Neves

UBS Alfredo Campos – Rua André Araújo, s/nº, Zumbi II.

ZONA NORTE

UBS Áugias Gadelha –  Rua A, nº15, Cidade Nova I

UBS Balbina Mestrinho – Rua 17, nº 170, Cidade Nova

UBS Major Sálvio Belota – Ruas das Samambaias, nº 786, Santa Etelvina

ZONA SUL

UBS José Rayol Dos Santos – Av. Constantino Nery, s/nº, Chapada

UBS Morro da Liberdade – R. São Benedito, s/nº, Morro da Liberdade

 ZONA OESTE

UBS Deodato de Miranda Leão – Av. Presidente Dutra, s/nº, Glória

UBS Leonor de Freitas – Av. Brasil, s/nº, Compensa 2