Em três anos, 10 mil deixam de receber o Bolsa Família, em Manaus

De acordo com dados do Portal de Informações Governamentais (E-Siga), em três anos, o total de famílias atendidas pelo programa, em Manaus, caiu de 130.216 para 120.224

Gisele Rodrigues / redacao@diarioam.com.br

Manaus – Quase 10 mil famílias atendidas pelo Bolsa Família deixaram de receber o benefício nos últimos três anos, em Manaus, segundo dados disponíveis no Portal de Informações Governamentais (E-Siga). Em janeiro de 2016, eram 130.216 famílias assistidas pelo programa, neste ano, o número caiu para 120.224, redução de 7%.

No interior do Estado, o número de famílias cadastradas aumentou conforme as informações do E-Siga. No mesmo período analisado na capital do Estado, os outros 61 municípios tiveram acréscimo de 24.627 beneficiados pelo ‘Bolsa’. A reportagem não conseguiu contato com a coordenação estadual do Programa Bolsa Família no Amazonas, sobre a queda da capital.

Bolsa família repassa entre R$ 39 e R$ 372 para os inscritos no programa (Foto: Reinaldo Okita)

Recentemente, um levantamento mostrou a relação entre a população total e quem vive dos valores do Bolsa Família. Na média do País, 21% da população vive com os benefícios do programa do governo federal, já no Amazonas o número sobe para 37%. Os dados fazem parte de levantamento feito pelo Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) a pedido do jornal Valor Econômico e evidenciam a importância dos recursos para a população dessas regiões.

De acordo com o levantamento, o Amazonas está incluído entre os 11 Estados onde os beneficiários representam mais de um terço da população, todos das regiões Norte e Nordeste.

O Maranhão é o Estado com a maior relação entre a população total e quem vive dos valores do Bolsa Família. De acordo com o ministério, 48% da população do Estado recebe os recursos. Piauí e Acre vêm a seguir, ambos com 41%.

Os dados são referentes a dezembro de 2017. Por serem baseados em estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o estudo ressaltou que o percentual pode diferir da realidade já que o último Censo foi realizado, em 2010.

Requisitos

Para fazer parte do programa, é necessário ter a renda mensal por pessoa da família de até R$ 185. O Bolsa família repassa entre R$ 39 e R$ 372 para os inscritos no programa, a depender do número de filhos do beneficiário. Os valores repassados, apesar de pequenos, acabam significando parte importante da economia dos municípios mais pobres do Brasil. Os valores repassados pelo programa representam mais de 6% do PIB local para 579 municípios, o equivalente a cerca de 10% do total de municípios do País.