Empresa amazonense deve assumir dívida e controle da Fucapi

A informação foi passada para professores e alunos da instituição durante audiência pública realizada na manhã desta segunda-feira (2), no prédio do Ministério Público do Estado do Amazonas (MPE-AM)

Gisele Rodrigues / redacao@diarioam.com.br

Manaus – Na manhã desta segunda-feira (2), durante audiência pública realizada no prédio do Ministério Público do Estado do Amazonas (MPE-AM), foi informado para professores e alunos que estiveram presentes, que uma empresa amazonense com capital de R$ 100 mil deve assumir o controle da Fundação Centro de Análise, Pesquisa e Inovação Tecnológica (Fucapi). O MPE-AM disse que vai aceitar a proposta da empresa, caso conselho da Fucapi aprove a entrada da Azione Educação na instituição. Atualmente, a fundação possui uma dívida estimada em R$ 150 milhões, o

Após manifestação dos professores, a promotora da 47ª Promotoria de Justiça Especializada em Fundações e Massas Falidas, Kátia Maria Araújo de Oliveira, decidiu que vai permitir a entrada da Azione, mas a decisão do conselho será emitida durante uma reunião, nesta terça-feira (3).

A proposta inicial da empresa era de fornecer R$ 5 milhões para efetuar para os professores ativos o pagamento dos salários que estão em atraso há sete meses.

A origem do recurso foi questionada pelo MPE-AM. Segundo a promotora, como a empresa é de caráter limitado, o compromisso de dívida é no valor do capital da Azione, hoje em R$ 100 mil.

O CEO da empresa, Aldous Santana, informou que conseguiu R$ 50 milhões para investimento para este ano e o ano de 2019, junto a um banco de investimento, em Dubai.