Estacionar em calçada gera 43 mil autuações

Girlene Medeiros / redacao@diarioam.com.br

Manaus – O Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans) aplicou 43.707 multas por estacionamento de veículos em cima de calçadas no ano passado, o que representa uma multa a cada 15 minutos ao longo de 2016. Só de estacionamento de veículos em frente a garagens, o órgão informou ter aplicado 1.807 autuações de infração, o equivalente a quatro multas por dia, no ano passado. A direção de operações do instituto de trânsito aponta que o principal motivo para a grande quantidade de autuações para esses tipos de estacionamento é a falta de educação no trânsito do condutor manauara, seja de motocicletas, de carros ou até caminhões e carretas.

Parte das autuações é aplicada a condutores que estacionam, irregularmente, em vias com grande movimentação de veículos e de pessoas. No entanto, as multas também são aplicadas em vias de pouca movimentação em diferentes bairros da capital. A assistente social Maria Joana Martins, 31, mora na Rua Q, próximo à via principal do conjunto Eldorado, no bairro Parque 10 de Novembro, zona centro-sul. No local, principalmente aos fins de semana, muitos motoristas estacionam carros nas vias secundárias do conjunto para ir até bares e restaurantes localizados na Praça do Caranguejo, local conhecido pelo entretenimento gastronômico.

Para Maria, o problema é que muitos motoristas desrespeitam os moradores e, muitas vezes, estacionam sobre as calçadas. Nos últimos dois anos, segundo a moradora, já foram feitos dois consertos de calçada, depois que motoristas quebraram cerâmicas e até encanamentos de água por estacionar em cima do local que é exclusivo para pedestres. “É difícil porque muitas vezes eles (motoristas) estacionam durante o fim da noite e de madrugada. Nós já estamos dormindo e nem sempre dá para ver. Quando amanhece é que vemos os estragos na calçada”, reclamou a assistente social.

Para o motorista Renato Lima, 29, que reside no bairro Redenção, zona oeste, o problema é ter que enfrentar vizinhos e até moradores de outras ruas do bairro que insistem em desrespeitar o espaço da garagem da casa dele e estacionam no local. No último trimestre,  segundo Renato, o problema resultou até em brigas com vizinhos. “É difícil, olha. Sorte que, depois de muito reclamar, a pessoa saiu. As pessoas tem que entender que existe uma garagem que a qualquer momento pode sair ou entrar algum veículo”, afirmou Lima.

O administrador de empresas Mário Ambrósio Fonseca, 28, disse que foi autuado três vezes por estacionar em calçadas e que, pelo bolso, aprendeu a lição. “Falei para o guarda que era rapidinho, mas não teve jeito e paguei a multa. Também nunca mais estacionei em calçada mesmo em bairros mais distantes”, brincou o administrador, mencionando uma multa por estacionamento irregular em calçada na Rua João Valério, no conjunto Vieiralves, bairro Nossa Senhora das Graças, zona centro-sul.

Negligência 

De acordo com o diretor de operações do Manaustrans, Raimundo Encarnação, a grande quantidade de autuações por estacionamento irregular está associado à negligência do condutor, em Manaus, em cumprir as leis de trânsito. “É falta de educação de trânsito do motorista. A pessoa estaciona em frente à garagem, mas fica preocupado se o dono da casa vai sair. Não adianta nada e, nas calçadas, é algo simples: calçada é para pedestres”, afirmou o coronel.

Conforme o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), estacionar em área destinada à entrada ou saída de veículos é uma infração média. Cada uma das 43.707 autuações por estacionar em cima de calçadas custa R$ 130,16, atualmente. Até novembro de 2016, o valor da autuação era de R$ 83, 13. De forma geral, foram, pelo menos, R$  3.720.776,91 arrecadados por este tipo de multa.

Já estacionar em cima de calçada, passagem de pedestres, é considerada pelo CTB uma infração grave e a multa era de R$ 127,69 até novembro, quando foi reajustada para R$ 195,23. Com base no valor anterior, foram, pelo menos, R$ R$ 352.780,61 arrecadados pela aplicação das autuações.  Além de multas, as formas irregulares de estacionar o veículo podem resultar em remoção do veículo do local como medida administrativa adotada pelo órgão de trânsito. Para denúncias, o cidadão pode acionar o Manaustrans por meio do Disque-trânsito: 0800-092-1188.