Estudante morre e adolescente é baleada após briga em balneário, em Manaus

Da Redação


Manaus – O estudante Rafael Augusto Silva do Albuquerque, 18, foi assassinado com um tiro no peito, por volta das 3h deste domingo, em uma festa, nas dependências de um balneário, no Ramal da Prainha, bairro Nova Cidade, zona norte de Manaus.

Segundo informações de investigadores da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), uma adolescente, de 13 anos, que estava no local, foi baleada com um tiro no pé. A polícia acredita que o homicídio e a tentativa de assassinato ocorreu durante uma briga generalizada dentro do estabelecimento, onde o principal suspeito é o jovem Roni Oliveira, que está sendo procurado pela polícia.

A mãe de Rafael, Valéria Albuquerque, 40, informou que o estudante estava em uma festa com os amigos, quando foi atingido pelo disparo. Segundo ela, Rafael morreu por engano.

“O tiro era para acertar outra pessoa. Tanto que uma moça foi ferida com o disparo. O Rafael era um menino bom, não era envolvido com drogas, gostava de festas e não fazia mal a ninguém. Houve uma briga e ele acabou sendo morto nesse local”, disse a mãe da vítima.

Ainda de acordo com Albuquerque, Roni estava no balneário quando ocorreu o homicídio.

Conforme informações de policiais militares da 15ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), a adolescente foi levada para o Hospital e Pronto Socorro Delphina Abdel Aziz, no bairro Novo Israel, zona norte. Ela está com o quadro de saúde estável, segundo a PM.

De acordo com policiais da DEHS, Roni está sendo procurado pelos investigadores da especializada. Ele fugiu do local em um carro.