Gasolina mais barata é reflexo do período de férias em escolas e universidades

De acordo com Sindicato dos Postos de Combustíveis, o preço mais barato da cidade, atualmente, é de R$ 4,15, mas é possível encontrar o combustível por até R$ 4,10

Bruno Mazieri

Manaus – Desde o início desta semana, os postos de combustíveis da cidade estão registrando uma redução significativa no valor da gasolina. Porém, isso se deve a um motivo pontual e específico: o recesso de escolas e universidades, no período de junho e julho. A informação foi divulgada por Geraldo Dantas, vice-presidente do Sindicato dos Postos de Combustíveis do Amazonas (Sindicombustíveis-AM).

Gasolina estava custando R$ 4,69 e, neste período, pode ser encontrada por até R$ 4,15 (Foto: Jimmy Geber)

“Em junho e julho, meses das férias, a cidade acaba ficando ‘vazia’ por conta das viagens. Consequentemente, a frequência de clientes nos postos de gasolina reduz e os empresários conseguem, junto as distribuidoras, preços mais baixos para poder atrair condutores. E quando um faz isso, o posto ao lado também faz e os preços vão caindo até um certo limite. É algo temporário e que a qualquer momento as distribuidoras podem suspender esse ‘acordo’”, explica Geraldo Dantas.

Segundo o vice-presidente do Sindicombustíveis-AM, a gasolina estava custando R$ 4,69 e, neste período, pode ser encontrada por até R$ 4,15. “Houve uma queda de R$ 0,55. Cada posto tem uma estratégia de venda. O sindicato acompanha de perto os aumentos da Petrobras. Nosso papel é pleitear a redução do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para poder baratear de forma real o custo do consumidor”, comenta ele. Porém, a reportagem apurou que em um posto na Avenida Rodrigo Otávio, zona sul de Manaus, a gasolina pode ser encontrada por R$ 4,10.

Ainda de acordo com Dantas, o “governo deveria abrir mãos dos seus impostos, uma vez que se houver uma redução, ela também será passada ao consumidor”. “Mas sabemos que é algo muito difícil e lento, pois depende de lei. Sempre fazemos essa reivindicação. A Petrobras continua reajustando o valor dos combustíveis e é justamente por isso que o preço do litro da gasolina pode voltar a custar R$ 4,69 ou até ultrapassar. O Brasil inteiro está caminhando para isso e é bom todos ficarem atentos”, finaliza.

Petrobras anuncia nova redução

Ainda nesta quinta-feira (21), a Petrobras anunciou uma redução de 1,1% no preço da gasolina em suas refinarias. A partir desta sexta-feira (22), o litro do combustível será vendido pela estatal por R$ 1,86, R$ 0,02 a menos do que está sendo cobrado atualmente. Em maio deste ano, os caminhoneiros fizeram uma paralisação nacional, que durou cerca de dez dias, por conta da alta do diesel.