Mais de 5 mil prisões foram realizadas em Manaus até maio, aponta SSP-AM

Manaus –  Nos primeiros cinco meses de 2016,  5,3 mil prisões foram realizadas na capital, segundo dados da Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM). As prisões foram realizadas em flagrante e em cumprimento a mandado judicial, pelas polícias Civil e Militar.

De janeiro a junho, mais de 300 armas de fogo foram apreendidas durante ações de policiamento ostensivo em Manaus, quantidade superior ao mesmo período de 2015, segundo a SSP.

Neste final de semana, será realizada a operação ‘Capital Segura’ nos bairros que concentram maior número de homicídios até junho de 2016. O distrito Cacau Pirêra em Iranduba, também recebeu reforço no policiamento.

Serão realizadas incursões em ruas e vielas, revistas em pessoas suspeitas e barreiras policiais para verificação de pessoas.

De acordo com secretário de Segurança Pública, a operação Capital Segura é uma das novas ações planejadas para melhorar a sensação de segurança e inibir ocorrências de crimes contra a vida.

“Desde segunda-feira (11), todos os órgãos do Sistema estão realizando ações específicas, como a prisão de pessoas envolvidas em crimes que tanto perturbam a vida do cidadão, como o roubo, tráfico e homicídios.  Essa operação  é a parte repressiva do planejamento, onde estamos mostrando que a polícia está nas ruas fazendo a repressão ”, destacou.

Sérgio Fontes destacou que os órgãos estão atuando conforme levantamento da SSP-AM que aponta as áreas da cidade com maior mancha criminal.

“Tivemos a prisão de mais 100 pessoas nessa última semana, envolvidas principalmente, nos crimes de tráfico, homicídios e roubos. As prisões são uma resposta de todos os órgãos de Segurança para a sociedade de que estamos empenhados em tirar das ruas, pessoas que são recorrentes na prática criminosa”, afirmou.

Blitz coordenadas pelo Detran-AM, vistorias em bares e estabelecimentos realizadas pelo Corpo de Bombeiros com acompanhamento de peritos do Departamento de Polícia Técnico-Científica também completaram o cronograma da operação durante os procedimentos desta primeira noite.

“As operações integradas são importantes para garantir a Segurança em geral, por isso, além da parte repressiva, o Corpo de Bombeiros atua na questão de vistoria dos estabelecimentos noturnos e o Detran na fiscalização do trânsito”, disse.