Milhares de fiéis se reúnem para celebrar o Pentecostes, em Manaus

O evento da Igreja Católica, que acontece anualmente, traz o tema 'Na força do Espírito Santo, todos irmãos e irmãs'. Segundo estimativa da PM, 85 mil pessoas participam da celebração

Girlene Medeiros

Manaus – Com o tema ‘Na força do Espírito Santo, todos irmãos e irmãs’, cerca de 85 mil fiéis católicos se reúnem, na tarde deste domingo (20), para celebrar Pentecostes, a festa do derramamento do Espírito Santo desde a Igreja Primitiva até os dias atuais. Há mais de uma década, a festa de Pentecostes é celebrada, em unidade, pela Arquidiocese de Manaus, no Centro de Convenções – Sambódromo, na zona leste de Manaus.

Milhares de fiéis se reúnem para celebrar o Pentecostes, em Manaus (Foto: Jimmy Geber)

A festa inicia bem antes da celebração eucarística: às 15h, integrantes dos movimentos e pastorais da igreja recebem os fiéis, que levam quilos de alimentos para serem encaminhados a obras sociais atendidas pela Cáritas arquidiocesana. Em seguida, há a missa festiva com participação de inúmeros fiéis que integram diferentes movimentos e pastorais da igreja, em Manaus.

Ao som de cânticos de louvor a Deus, os fiéis cantam, louvam e celebram Pentecostes que “é a Festa da Igreja, um dos dons do Espírito Santo. Festa do povo de Deus”, conforme explicou Dom Sergio Castriani, arcebispo de Manaus. O coordenador do evento este ano, padre Geraldo Bendaham, acrescentou que Pentecostes é também uma “festa bíblica que é atualizada agora. Ocorre 50 dias depois da Páscoa. Renova o amor e a esperança em nossa cidade”, contou.

Para Rafaela do Coração Suplicante de Jesus, nome que a religiosa é identificada após ter ingressado na Fraternidade O Caminho, é importantíssima a união entre os fiéis, proporcionada pela festa, na capital, por ser realizada em um mesmo local. “Essa união é algo que, com certeza, radia para toda Manaus”, afirmou.

Segundo a industriária Alayse Torres, 34, mesmo para quem está acostumado a ir, anualmente, à festa, o Espírito Santo atua ‘ardentemente’. “O que sinto é muita unção, ardor no coração. Sei que não é mais eu, mas o Espírito Santo em mim. É muito difícil de explicar”, disse Alayse, que serve há cinco anos na festa de Pentecostes, cantando ou dançando.

Além da celebração que ocorre desde a festa primitiva, a festa de Pentecostes também representa ‘renovação espiritual’. “É como se estivéssemos junto com os apóstolos recebendo o Espírito Santo naquele tempo de Jesus”, afirmou o estagiário Thiago Nunes, 30.

Conforme a Arquidiocese de Manaus, a festa segue até, pelo menos, 19h30. A igreja espera cerca de 100 mil pessoas no Sambódromo para o evento. Entre os grupos presentes na festa estavam o movimento internacional de casais Equipes de Nossa Senhora (ENS), Renovação Carismática Católica (RCC), Pastoral da Juventude e do Batismo, além de coroinhas, movimento dos Focolares, Movimento Mãe Peregrina e Neocatecumenato.