Poder Judiciário inicia programa de aperfeiçoamento à distância

Segundo o presidente do TJAM, o treinamento é importante para o avanço nos serviços prestados pelos servidores

Barbara Mitoso / redacao@diarioam.com.br

Manaus – A abertura das atividades do primeiro semestre do Programa de Capacitação à Distância Para as Comarcas do Interior do Amazonas foi realizada, na manhã desta sexta-feira (15), pelo presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), desembargador Yedo Simões, na sede do Poder Judiciário, no bairro Aleixo, zona centro-sul da capital.

Segundo o presidente do TJAM, o treinamento é importante para o avanço nos serviços prestados pelos servidores. “Com isso, conseguimos gerar automação e aumentar a produtividade. Conseguimos resolver, com mais celeridade, as demandas do Poder Judiciário” disse o desembargador-presidente.

O desembargador ressaltou, ainda, a importância de dar uma atenção maior para o interior do Estado. “Na minha administração estou tendo um olhar mais atento ao interior do Amazonas devido a dificuldade de chegar as informações até os nossos servidores do interior”, relatou.

O primeiro semestre do programa foi lançado, nesta sexta-feira (15), (Foto: Cristiano Ximenes)

O curso é transmitido para 62 municípios do Estado e é realizado desde 2018 pelo TJAM, em parceria com um centro de mídias da Secretaria Estadual de Educação (Seduc). De acordo com o desembargador-presidente, a parceria com a Seduc ajuda na diminuição de custos e na melhoria do desempenho da prestação de serviços judiciários, “Por meio do centro de mídia evitamos trazer todos esses servidores para capital. Então conseguimos diminuir os custos” disse.

Neste primeiro semestre de 2019, a programação prevê a realização de 12 aulas por videoconferência e nesta sexta, a aula inaugural do calendário abordará o tema: ‘Metas Nacionais do Poder Judiciário Conforme os Dados da Escola de Aperfeiçoamento do Servidor do Tribunal de Justiça do Amazonas’.

A juíza Nayara Antunes, coordenadora do curso, também esteve presente na aula inaugural e destacou a importância da participação de cada servidor do interior, “Todos os servidores precisam participar. Ele se deslocam a uma escola estadual do seu município para assistir o curso online, Os cursos não são gravados e o servidor pode interagir com o juiz que está ministrando o curso”, falou.

Conforme os dados da Escola de Aperfeiçoamento do Servidor do Tribunal de Justiça do Amazonas (Eastjam), no primeiro semestre do ano passado, 205 servidores receberam o certificado de participação do programa. Já no segundo semestre, 155 certificados foram expedidos.