Possível corpo de única testemunha de chacina é encontrado, diz família

Corpo foi achado na manhã desta quarta-feira. A jovem era a única testemunha de uma chacina ocorrida no dia 27 de fevereiro de 2015, no Santa Etelvina

Carla Albuquerque / redacao@diarioam.com.br

Manaus – O corpo de Edvania Souza dos Santos, 19, foi encontrado na manhã desta quarta-feira (28), em um barranco, na Avenida das Flores, na zona norte de Manaus, segundo informações da família da vítima. A mulher estava desaparecida desde a madrugada do último sábado (24). A jovem era a única testemunha da chacina ocorrida no dia 27 de fevereiro de 2015, no bairro Santa Etelvina.

Na chacina, quatro pessoas foram assassinadas, entre elas o irmão e o namorado de Edvania, conforme informações da tia dela, a dona de casa Rosana Souza Amorim, 35.

O corpo foi achado por volta das 8h35 desta quarta-feira por um policial militar que estava a caminho do trabalho. O PM teria sentido um cheiro forte ao passar pelo local. O barranco onde o corpo estava jogado tem cerca de 20 metros. Bombeiros foram enviados ao local para fazer a retirado do corpo.

O corpo foi achado em um barranco, na Avenida das Flores (Foto: Eraldo Lopes)

No local, Edigar Souza dos Santos, 50, pai de Edvania, afirmou que o corpo encontrado é da filha dele. A jovem tinha sido vista pela última vez no último sábado, nas proximidades da casa da família, no bairro Nova Cidade, zona norte da capital. Ele disse que reconheceu a filha pelo aparelho ortodôntico rosa que ela usava.

A mulher encontrada morta vestia bermuda azul e uma blusa e usava sandália rasteira. De acordo com a perícia, ela pode ter sido morta há quatro ou cinco dias, já que o corpo está em avançado estado de decomposição. Há suspeita de agressão por arma branca.

O corpo foi levado para o Instituto Médico Legal (IML). Familiares informaram que irão fazer exame de DNA.