Professores seguem em greve por tempo indeterminado; 40 municípios do AM aderiram ao ato

Os educadores da rede estadual farão outra manifestação pontual na manhã deste sábado (24), no Colégio Militar da Polícia Militar V, por volta das 11h, no bairro Parque das Laranjeiras

Édria Caroline / redacao@diarioam.com,br

Professores da rede estadual se reuniram na Praça Heliodoro Balbi, após carreata e manifestação em frente a ALE (Foto: Pablo Trindade)

Manaus – Os profissionais da educação que aderiram à greve chegaram na praça Heliodoro Balbi (Praça da Polícia), por volta das 11h da manhã, desta sexta-feira (23), após passarem pela Arena Amadeu Teixeira e pela Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALEAM), para o último ato de manifestação desta manhã.

A professora do município de São Gabriel da Cachoeira, Bernadete Tariana, esteve durante a manifestação e disse que os professores não estão prejudicando ninguém. “O governo diz que nós estamos prejudicando os nossos alunos, mas nós estamos ensinando eles a lutarem pelos nossos direitos. Quem está prejudicando os nossos alunos é o governo”, afirma.

De acordo com a Associação dos Professores e Pedagogos do Município de Manaus (Asprom Sindical), já são 350 escolas na capital, além de 40 municípios do interior do estado que aderiram à greve da categoria. “A greve segue por tempo indeterminado. Nós não vamos aceitar qualquer coisa, nós queremos os 35% de reajuste que é um direito nosso”, diz Helma Sampaio, coordenadora geral da Asprom Sindical.

A representante da categoria voltou a criticar o Sindicato dos Trabalhadores da Educação do Amazonas (Sinteam). “Eles (Sinteam) nos viraram as costas quando precisamos, eles estão ao lado do governo, não lutam pelo que nós lutamos, pelos interesses da categoria. A greve permanece até que o governador receba os representantes da nossa categoria, de pessoas que realmente tem o compromisso com os trabalhadores da educação”, enfatiza Helma.

Os professores farão outra manifestação pontual na manhã deste sábado (24) no Colégio Militar da Polícia Militar 5, por volta das 11h, na Avenida Professor Nilton Lins, bairro Parque das Laranjeiras, zona centro-sul da cidade.