Rede Diário lança programa ‘A Voz do Povo’ nesta segunda

O programa será exibido diariamente, ao vivo, simultaneamente, na Record News Manaus/TV Diário e no portal D24AM com uma linguagem moderna e dinâmica pelo jornalista Meike Farias

Da Redação/redacao@diarioam.com.br

Programa terá como âncora o jornalista e apresentador Mike Farias, além de especialistas para orientar o telespectador (Foto: Reinaldo Okita)

Manaus – O jornalista Meike Farias é o apresentador do novo programa da REDE DIÁRIO DE COMUNICAÇÃO (RDC), ‘A Voz do Povo’, que estreia nesta segunda-feira (12), às 11h30. O programa será exibido diariamente, ao vivo, simultaneamente na Record News e na internet com uma linguagem moderna e dinâmica. Apesar da aparência jovem, o jornalista Meike tem 20 anos de profissão e já passou pelos principais veículos de comunicação de Manaus e pela apresentação do programa ‘Nova Amazônia’, da TV Cultura, sucesso de rede nacional. Agora, ele inicia um novo desafio na companhia do diretor Franklin Thompson Jr, em um programa que dará voz e vez à população.

Problemas que atingem o cidadão no dia a dia serão tratados e discutidos pelo apresentador. Também serão convidados especialistas nos assuntos abordados para orientar o telespectador, dentre outras atrações.
Para Meike, o programa é um desafio que o motiva a melhorar a vida daqueles que o assistirem, com a prestação de serviços e orientação.

Qual a principal ideia do novo programa?

A concepção do programa foi pensada em relação à comunidade, fazer algo que fosse útil, um instrumento para as pessoas. Após 21 anos como profissional de TV e depois de ter conhecido todo o Estado do Amazonas, a realidade desse povo sempre me fascinou e a comunicação eu faço com o objetivo de ser um instrumento na vida das pessoas para fazer a diferença para quem está em casa.

Que assuntos vocês vão abordar?

Nós vamos falar sobre saúde, segurança, educação, mercado de trabalho, economia doméstica, orientação jurídica, qualidade de vida, temas do cotidiano com a participação popular, visitar os bairros com o objetivo de ser um instrumento do povo. A partir da identificação dos problemas que estão afligindo as pessoas nós vamos pautar as matérias para aprofundar o assunto e identificar o que está errado, sempre apontando soluções por meio de análise de especialistas.

De que forma o programa vai dar voz ao povo?

O principal quadro fixo do programa é o ‘Povo Fala’, onde nós vamos dar oportunidade às pessoas de se manifestarem, seja por enquetes com repórter ou abrindo o microfone em lugares de grande circulação ou a pessoa pode gravar no WhatsApp e enviar para a produção a denúncia, reclamação ou declaração sobre o que está errado na vida dela e que ela gostaria de mudar.

O programa também vai contar com outros quadros fixos?

Sim, teremos um quadro fixo por semana como orientação jurídica, às segundas, com o quadro ‘Direitos e Deveres’, na terça é vez da economia popular, como sair do juros do cartão de crédito, como fazer compras no supermercado, com o economista Marcus Evangelista que vai ser o articulista. Na quarta, o tema é qualidade de vida, então vamos dar dicas de alimentação e saúde. Já na quinta-feira, vamos dar voz às instituições do terceiro setor com os projetos de sucesso, campanhas de instituições que muitas vezes não têm visibilidade para suas ações. Na sexta-feira, o quadro é o ‘Fala Jovem’, numa roda de conversa com temas do universo jovem. De maneira geral, a ideia é prestar um serviço à população com informações e orientações.

Qual a sua expectativa para o início do programa?

A meta é ousada, queremos ser referência para que as pessoas tenham ali um apoio necessário para suas demandas e dificuldades, então é um projeto desafiador. Mas, se eu puder promover isso para as pessoas, se eu puder mudar a vida delas com um quadro de empreendedorismo, por exemplo, não há preço.

O programa vai entrar na grade local da REDE DIÁRIO de COMUNICAÇÂO (RDC), na Record News, e simultaneamente na internet por meio do portal D24AM e Facebook, como vai trabalhar essa linguagem para TV e web?

Queremos utilizar a força do D24AM, um dos maiores portais de comunicação da região, e levar o audiovisual para elas. O programa vai ser fatiado em peças de um minuto e meio dois minutos para ser compartilhado pelo máximo de pessoas possíveis pelas redes sociais.