Coluna ‘Claro & Escuro’: Documentos sobre a morte de estudante precisam de resposta

Da Redação / portal@d24am.com

Manaus – São gravíssimos os conteúdos dos documentos divulgados, ontem, pela deputada estadual Alessandra Campelo (PMDB) sobre as investigações do assassinato do estudante  e militante do PDT, Alexandre César Gomes, que participava de manifestações contra o governador José Melo (PROS).  Ele também participou do protesto em que   Hinaldo Castro, ligado ao PT, jogou notas falsas de R$ 100 no governador na abertura dos trabalhos na Assembleia Legislativa. Os documentos colocam em xeque setores muito próximos ao governador e à cúpula da segurança pública, o que exige resposta imediata à sociedade ou uma intervenção das autoridades federais na apuração do crime, para que não paire dúvidas sobre quem são os responsáveis. Ou a consequência será o aumento da falta de confiança nos no sistema de Segurança e até mesmo de Justiça do Estado, no que tange investigações que envolvem nomes de poderosos ou que se consideram poderosos. Ou, pior, que aumente, na sociedade amazonense, a sensação de impunidade.

Desmatamento cresce em Unidades de Conservação no meio da Amazônia

Levantamento do Instituto do Imazon, divulgado   pelo jornal Estado de S. Paulo, diz que, desde 2012, as taxas de desmatamento em Unidades de Conservação vêm aumentando, assim como a participação no desmatamento total do bioma. Os valores de 2015 já superaram os de 2008 – ano que marcou o início do declínio da taxa total de desmatamento na Amazônia. A participação da perda da floresta dentro de UCs em relação ao desmatamento total Região dobrou, pulando de 6% em 2008 para 12% em 2015.

Desvios no interior 1

O TCU condenou o ex-prefeito de Tabatinga (AM) Joel Santos de Lima e outros, a devolverem mais de R$ 1 milhão aos cofres do  Fundo Municipal de Saúde do município.

Desvios no interior 2

O Fundo Nacional de Saúde  constatou pagamentos irregulares realizados com recursos federais transferidos ao Fundo Municipal de Saúde de Tabatinga.

Graziottin citada

A coluna Radar, da revista Veja, informou que a ‘doou’ para Vanessa Graziottin (PCdoB) R$ 1,5 milhão em espécie, acertado diretamente com ela.

Pregão revogado

O núcleo do Ministério da saúde no Amazonas revogou o pregão eletrônico Nº 1/2017 para contratação de serviços de mão de obra exclusiva de vigilância armada.

Estande de R$ 1,19 milhão

A Secretaria de Esporte do Estado (Sejel) vai pagar R$ R$ 1,19 milhão para a Vitória Régia Indústria, Comércio e Construção Ltda. construir um estande de tiro de arco e flecha.

Estado na fronteira 1

O Estado do Mato Grosso do Sul acionou o Supremo Tribunal Federal, para cobrar da União o ressarcimento por gastos com a captura e prisão de pessoas ligadas ao tráfico internacional de drogas, armas e munições.

Estado na fronteira 2

Na ação, o Estado alega que, por estar na fronteira com o Paraguai e a Bolívia, tem contribuído no controle, fiscalização e punição sem receber nada por isso.

Deputado condenado

Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou habeas corpus ao deputado estadual do Amapá Moisés Reátegui (PSC), condenado por peculato e, por dispensa indevida de licitação.

Tendência de cassação

Uma pesquisa na jurisprudência mostra que o TSE já cassou os mandatos de governadores, com seus respectivos vices, por prática de ilícitos eleitorais, como no caso da chapa  Dilma Rousseff-Michel Temer, reeleita em 2014.

Orçamento deve sofrer supercorte de até R$ 65 bi

Por exigência do Tribunal de Contas da União, o governo deverá ser obrigado a anunciar um ‘supercorte’ inicial do Orçamento de até R$ 65 bilhões. O ministro Henrique Meirelles,  vai tomar pé das propostas e levar ao presidente  Temer, a quem cabe bater o martelo.

Relator vai propor voto em lista fechada

O relator da reforma política na Câmara, deputado Vicente Cândido (PT-SP), disse que vai propor que seja adotado, em 2018, o voto em lista fechada, em que, os partidos ordenam os candidatos de sua preferência  e os eleitores votam nas legendas e não nos nomes.

Mais info

90 bilhões de reais é a fortuna do empresário brasileiro Jorge Paulo Lemann, 71 anos, controlador da AB Inbev e da 3G Capital, que apareceu  na lista de bilionários da Forbes na 22ª colocação, caindo três posições no ranking.

6% foi o aumento nas vendas do varejo nas lojas Casas Bahia e Ponto Frio, após o início dos saques das contas inativas do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). O efeito foi mais alto nas vendas de celulares, que dispararam quase 30%.

Veja a charge: