Coluna Claro & Escuro: Massacre de índios pela ditadura militar vêm à tona em documentos

Confira as notas da Coluna Claro & Escuro, deste sábado, 15 de abril, do Diário do Amazonas

Da Redação / portal@d24am.com

Manaus – A população indígena também foi alvo de operações ligadas ao Serviço Nacional de Informação (SNI) durante a ditadura militar. Uma pesquisa encomendada pela Comissão Nacional da Verdade, revelada pelo revista IstoÉ,  estima que ao menos 8.350 índios foram mortos entre 1946 e 1988. Além da violência direta do Estado, os povos indígenas sofreram com a omissão do governo. No Amazonas, foram cerca de 2 mil Waimiri Atroari mortos.

 

Uma Zona Franca também no Semiárido Nordestino

A Zona Franca do Semiárido Nordestino foi o   tema da audiência do deputado federal Wilson Filho (PTB-PB) na última quarta-feira (12), em Brasília, com  os ministros da Integração Nacional, Helder Barbalho, e com o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles. No Ministério da Fazenda, o parlamentar apresentou o Projeto de Emenda  19/11 que cria a Zona Franca do Semiárido Nordestino. Pela proposta, os municípios que integrarem esse perímetro terão características de área de livre comércio, para exportação e importação com incentivos fiscais, pelo prazo de 30 anos. A PEC confere ao governo federal a atribuição de demarcar a área de forma contínua, com círculo de raio mínimo de 100 quilômetros e centro no município de Cajazeiras, na Paraíba. A proposta já foi aprovada na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania e na Comissão Especial formada para analisar a matéria, aguardando apenas votação em plenário. “Fui pedir a colaboração do ministro para essa importante causa do povo nordestino. Não temos dúvida que a Zona Franca irá alavancar o desenvolvimento econômico e social do Sertão nordestino”, explicou.

Bolsa traz R$ 83 milhões
O governo federal, com o Programa Bolsa Família,  vai pagar, neste mês de  abril, R$ 83.816.663,00, para 376.908 pessoas, no valor médio de R$ 222,38, no Amazonas.

Aeroclube em discussão
Após o feriadão, a Assembleia Legislativa do Estado reabre os trabalhos  discutindo o deslocamento do Aeroclube para uma área da Região Metropolitana de Manaus.

Câmara debate ‘Uber’
Na quarta-feira, a Comissão de Transporte, Mobilidade Urbana e Obras Públicas da Câmara Municipal  de Manaus  discute  os aplicativos de transporte individual, como o ‘Uber’.

Luta pelo cinema
O 3º Festival Internacional Amazônida de Cinema de Fronteira, no Pará, mostra a luta  de indígenas, quilombolas, camponeses, mulheres e juventude frente aos grandes projetos na Amazônia.

Maior do mundo
A ‘República da Odebrecht’ já está sendo chamada de maior escândalo de corrupção do mundo, pelo número de políticos e pelos valores envolvidos.

Repercussão inédita
Alguns delatores na Lava Jato ficaram assustados com a repercussão da exibição dos vídeos de suas delações à Justiça, reproduzidos constantemente em canais de TV e em sites de jornais.

Bagagem está fora
Um mês após entrarem em vigor as novas regras para o transporte aéreo de passageiros, a alteração mais polêmica, que estabelecia a cobrança pelas bagagens despachadas, continua suspensa por decisão da Justiça.

National War College
Este mês, o Comando Militar da Amazônia recebeu uma comitiva do National War College , que forma  os futuros líderes das Forças Armadas  dos Estados Unidos.

Facebook nem aí…
O jornal britânico ‘The Times’ revelou que o Facebook não retira do ar conteúdo ilegal. Um repórter identificou posts de pedofilia, favoráveis a terroristas, decapitações pelo Estado Islâmico  e o material não foi retirado após o jornalista sinalizá-lo como indevido.

Comentários via Facebook