Fabricas de bebidas discutem sobre créditos fiscais da ZFM

Um grupo que reúne pequenos e médios fabricantes de bebidas acusou os grandes produtores de refrigerantes e cerveja do País de superfaturarem o valor de insumos para aumentarem benefícios tributários recebidos por unidades instaladas na Zona Franca de Manaus (ZFM). Segundo eles, a estratégia gerou, no ano passado, cerca de R$ 9 bilhões em perdas de arrecadação para os cofres públicos, dos quais R$ 5 bilhões por causa de renúncia fiscal prevista pelas regras da ZFM. A Coca ­Cola afirmou que a acusação é “equivocada e desprovida de base técnica” e que “a Recofarma atua há 28 anos na ZFM baseada no compromisso de cumprimento à legislação, comprovada por auditorias externas anuais”. O presidente da Abir – entidade que reúne cerca de 50 fabricantes de refrigerantes e bebidas não alcoólicas que incluem CocaCola, Ambev e Nestlé – Alexandre JobimAbir, disse: “Uma coisa é certa, a produção de concentrados em Manaus ocorre há tanto tempo que não é possível que a Receita Federal não tivesse já prestado atenção e tomado providência se houvesse algum problema”.

Câmara certificada

A Câmara Municipal de
Manaus recebe, a partir de hoje, auditoria externa de recertificação das Normas de Gestão da Qualidade (SGA) — ISO 9001:2008, e Ambiental — ISO 14001:2004, pelo grupo Registro Italiano Navale (Rina).

Líder em mães solteiras

Manaus, no ano passado, era a capital do Brasil que tinha a maior proporção de mães solteiras no momento do parto: 70,1%, segundo dados do DataSUS, compilados pela Fundação Getulio Vargas.

Ducati em Manaus 1

O diretor comercial da Ducati do Brasil, Breno Reis, informou que a motocicleta Monster 1200 da marca passará a ser montada na Zona Franca de Manaus. O modelo tem o conceito ‘naked’, sem carenagem (a ‘lataria’ da moto) e é, literalmente, ‘pelada’.

Ducati em Manaus 2

O reposicionamento no mercado nacional coloca a Ducati em linha com a concorrente alemã BMW S 1000R e a japonesa Kawasaki Z 1000 (R$ 55,9 mil).