Lobo pode deixar a condição de testemunha para virar réu

O ex-secretário de Estado da Fazenda Afonso Lobo poderá deixar de ser testemunha para virar réu. Lobo depôs, ontem, na Justiça Federal, na defesa da advogada Priscila Marcolino, acusada de, junto com o médico Mouhamad Moustafa, comandar um esquema criminoso que, segundo o Ministério Público Federal (MPF), desviou mais de R$ 100 milhões do Estado. O Ministério Público Federal (MPF) não se convenceu das respostas dadas por Lobo, ordenador de despesa, que segundo a Procuradoria, aplicou recursos federais do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) na área de saúde, desviando a finalidade do convênio federal, para pagar . A Controladoria Geral da União (CGU) já havia apontado o desvio irregular de R$ 88 milhões, pois não considerou devidos os esclarecimentos anteriores de que essas verbas eram do Tesouro do Estado e não do governo federal para pagar o Instituto Novos Caminhos, alvo dos desvios na Saúde.

Camarote

O valor de R$ 40 mil é quanto a Empresa Amazonense de Turismo (Amazonastur) vai pagar pelo aluguel de um camarote, neste ano, no Festival Folclórico de Parintins.

Será que dá tempo?

Saiu no Diário Oficial do Estado (DOE) de sexta-feira o resultado da licitação para manutenção no Bumbódromo de Parintins: R$ 467,9 mil para a Contrak Engenharia.