Projetos liberam 5 milhões de hectares de florestas à mineração

Da Redação/redacao@diarioam.com.br

Manaus – Muito além do imbróglio em torno da extinção da Reserva Nacional de Cobre e seus Associados (Renca), há um amplo interesse de mineradoras em explorar áreas protegidas no Brasil. E projetos de lei apresentados ao Congresso, se aprovados, poderiam liberar essa exploração, hoje proibida, em pelo menos 5 milhões de hectares nos próximos oito anos – um aumento de 13 vezes em relação à área hoje usada pela mineração em áreas protegidas.

Boi na Amazônia

O rebanho bovino na Amazônia Legal saltou de 37 milhões de cabeças em 1995, o que era equivalente a 23% do total nacional, para 85 milhões em 2016 – cerca de 40%, segundo estudo do Imazon.

Aviões do Exército 1

O Exército Brasileiro planeja retomar o uso de aeronaves de asa fixa até 2019, com o uso do  bimotor norte americano Anv C-23B Sherpa, para operações de atendimento na Amazônia.

Aviões do Exército 2

A aeronave tem características que contribuem para operar no ambiente amazônico, suprindo as unidades militares mais afastadas, como os Pelotões Especiais de Fronteira.

Paciente X médico 1

Em ação distribuída ao 12º Juizado Especial Cível da Comarca de Manaus, uma paciente foi condenada a indenizar um médico, em R$ 10 mil,  por danos morais, por  conteúdo ofensivo na internet.

Paciente X médico 2

Na decisão, o juiz afirma não haver dúvida de que a “requerida extrapolou o limite da liberdade de expressão e de opinião, para transbordar em verdadeiro vilipêndio à honra e à imagem do autor”.

Isenção aguardando

Continua na pauta da Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo do Senado o projeto que isenta de IPI máquinas e equipamentos, nas áreas de livre comércio da Suframa que fabriquem produtos com preponderância de matéria-prima regional.

R$ 41 mi em propaganda

De um orçamento autorizado de R$ 46.464.617,84 para o ano, a Secretaria de Estado de Comunicação (Secom) já empenhou R$ 41.317.194,67 e liquidou R$ 37.113.588,59.

Servidor da Sucam

Tramita no Senado projeto para indenizar os ex-servidores Sucam com sequelas por conta da exposição ao DDT. O texto  garante a indenização para os trabalhadores ou para seus familiares, em caso de morte. A indenização inicial é de R$ 121.800.

Dívida da Santa Casa

De acordo com dados da Procuradoria da Fazenda Nacional, a Santa Casa de Misericórdia de Manaus tem  R$  1.730.267,39 de dívidas previdenciárias e de  FGTS.