Atriz portuguesa apresenta ‘Coleção de Amantes’ em Manaus

O espetáculo é uma obra de teatro experimental que traz referências da arte performativa

Com informações da assessoria / redacao@diarioam.com.br

As apresentações acontecerão numa casa do Conjunto Duque de Caxias (Foto: Divulgação)

Manaus – Manaus entrou na rota internacional do espetáculo ‘Coleção de Amantes’, com a atriz portuguesa Raquel André, que será exibido neste sábado (19), às 20h, e domingo (20), 17h30. As apresentações acontecerão numa casa do Conjunto Duque de Caxias, no bairro Flores, e os ingressos serão vendidos no local, com lotação máxima de 50 pessoas.

‘Coleção de Amantes’ é uma obra de teatro experimental que traz referências da arte performativa. Entre Lisboa, Ponta Delgada, Rio de Janeiro, Loulé, Minde, Paredes de Coura, Sever do Vouga e Ovar, Raquel André já colecionou 124 amantes (até junho 2017), pessoas de todas as nacionalidades, gêneros e idades, que aceitaram se encontrar com ela num apartamento desconhecido para ambos e, em uma hora, construíram uma intimidade ficcionada, capturada pela memória e por fotografias.

A cada cidade por onde viaja, ela coleciona mais amantes e o espetáculo vai acumulando os novos encontros. As fotografias e os detalhes destes encontros são o conteúdo do espetáculo, que conta o que esta coleção de relações pode significar. A coleção de Raquel é o resultado de uma obsessão pelo fascínio dos terabytes de informação que existem no minúsculo movimento do outro. É uma reflexão sobre intimidade que é explorada de um para um e amplificada em palco, tudo real e tudo ficcionado.

‘Coleção de Amantes’ se divide em três partes. Na primeira, há uma exposição de ‘estatísticas dos encontros’, em que ela observa a recorrência de episódios: “Entre todos, eu senti o batimento cardíaco de 30 amantes, toquei o braço direito de dez, guardei o cheiro de cinco”, enumera. Na segunda, Raquel conta as histórias de seus flertes com pessoas de 17 a 83 anos, enquanto na terceira ela inventa novas narrativas a partir das imagens.

A obra faz parte do projeto de Coleção de Pessoas, que também conta com ‘Coleção de Colecionadores’, ‘Coleção de Artistas’ e ‘Coleção de Espectadores’.

‘Coleção de Amantes’ é uma criação de Raquel André, Antonio Pedro Lopes e Bernardo de Almeida. O espetáculo estreou em 2015 na sala estúdio do Teatro Nacional D. Maria II, em Lisboa, numa coprodução com o TEMPO Festival das Artes do Rio de Janeiro.

Raquel André é natural de Caneças, Portugal e desenvolve o seu trabalho artístico desde que se conhece como gente. Um dia pegou numa caixa de papelão cheia de cartas escritas à mão, correspondência de uma família nos anos 70,80 e 90 e daí criou o seu primeiro trabalho autoral em 2009.

Desde então que tem se interessado pelo colecionismo, especialmente pelo colecionismo nas artes performativas, tendo sido essa a sua dissertação de Mestrado na Universidade Federal do Rio de Janeiro sob a orientação da pesquisadora e performer Eleonora Fabião com a Bolsa da Fundação Calouste Gulbenkian.

Sobre o projeto

A apresentação de ‘Coleção de Amantes’ em Manaus faz parte do projeto ‘Agrupe – Intercâmbios’, série de intercâmbios artísticos promovidos pelo Grupo Garimpo na capital amazonense.

O Garimpo é um grupo de teatro de pesquisa e de produção interdependente sediado na cidade do Rio de Janeiro desde 2007 e em Manaus desde 2016. Mais informações: http://www.grupogarimpo.net.