Amazonino anuncia convocação de 300 concursados da PC

Governador do Estado anunciou que vai convocar aprovados do concurso de 2009. Amazonino também anunciou melhorias para servidores da segurança pública

Com informações da assessoria / redacao@diarioam.com.br

Manaus – O governador do Estado, Amazonino Mendes, anunciou, na tarde desta sexta-feira (6), que vai convocar 300 candidatos do concurso realizado pela Polícia Civil em 2009 para ingresso imediato. O anúncio foi feito durante reunião com a cúpula das forças estaduais de segurança pública, no Dulcila’s Centro de Convenções, Ponta Negra, zona oeste de Manaus.

Na oportunidade, o governador também afirmou que vai realizar promoções pendentes das classes; extinguir a 5ª classe dos delegados; regularizar a data-base das Polícias Militar e Civil e realizar concurso público.

Amazonino assegurou que vai realizar as promoções pendentes a militares e bombeiros (Foto: Clóvis Miranda/Divulgação)

Ao destacar o desafio de reconstruir o Estado e resolver o “caos” instalado na área da segurança pública, o governador pediu a integração das Polícias Militar e Civil e do Corpo de Bombeiros para devolver a paz à população e enfatizou a importância de cada servidor nessa tarefa.

“O policial é o maior amigo do cidadão. Infelizmente, a situação é de caos. Caos absoluto. Um quadro assustador de falta de segurança. Vamos colocar os pingos nos ‘is’. Vou ser governador sério, honesto e decente. Vamos buscar a união. Vou respeitar os policiais, a corporação, as promoções, para que cada um se sinta orgulhoso desta importante profissão, tão importante para nossas famílias, para a sociedade”, destacou.

No diálogo com oficiais da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros e delegados da Polícia Civil, o governador lamentou a atual situação das delegacias, que não funcionam mais em regime de plantão em sua totalidade. Para reforçar o efetivo da Polícia Civil, Amazonino anunciou que vai convocar os 300 candidatos aprovados em concurso, realizado pela instituição em 2009, que haviam sido prejudicados no certame por fraudes na prova de digitação, que foi anulada. A Justiça assegurou o direito desses candidatos, que serão agora convocados.

Aos policiais militares e bombeiros, Amazonino assegurou que vai realizar as promoções pendentes da categoria, como forma de estímulo para que ofereçam um serviço cada vez melhor à população, além de dar atenção especial ao cumprimento das datas-bases salariais. “Eu vou dar todos os meios para vocês trabalharem com qualidade”, completou.

5ª classe

Diante dos delegados presentes na reunião, Amazonino Mendes anunciou o fim da 5ª classe de delegados. Diferentemente dos investigadores, que entram na Polícia Civil na 4ª classe, os chefes de delegacias, ao ingressarem na corporação, iniciavam no quinto nível, o que gerava um conflito interno na categoria.

Para o vice-governador e secretário de Segurança, Bosco Saraiva, os delegados foram contemplados com uma promoção. “Automaticamente foram promovidos para a quarta classe”, acentuou o secretário.

Mais melhorias

Ao ouvir pleitos dos servidores do quadro de efetivo das Polícias Civil, Militar e Bombeiros, o governador anunciou que realizará um concurso público para o preenchimento de vagas, em data a ser definida, e também melhorias na infraestrutura das forças de segurança. “Vamos adquirir equipamentos paras as delegacias, dar manutenção nas unidades, colocar para funcionar novamente 24 horas por dia. O policial militar e o bombeiro terão o auxílio-fardamento”, anunciou.