Comércio: vendas da Black Friday crescem 4,7%, em 2018

Somente na sexta-feira (23), a estimativa é que as vendas do evento tenham crescido 5,9% em relação a 2017, de acordo com dados da Boa Vista SPC divulgados, nesta segunda-feira (26)

Da Redação / redacao@diarioam.com.br

Manaus – Importada da economia norte-americana, a Black Friday se consolidou como data de boas vendas, no Brasil. Os dados da Boa Vista SPC, com abrangência nacional, mostram que, em 2018, as vendas do comércio na Black Friday cresceram 4,7% em relação a 2017, superando a projeção da empresa de alta de 4,5%.

Os dados consideram as consultas do período de 20 (terça-feira) a 24 (sábado) de novembro de 2018, comparadas às consultas realizadas entre 19 a 23 de novembro de 2017. Somente na sexta-feira (23), a estimativa é que as vendas tenham crescido 5,9% em relação a 2017.

Segundo os economistas da Boa Vista SCPC, o movimento reflete melhoras no mercado de trabalho e, especialmente, no mercado de crédito. Afinal, diante inadimplência baixa, os bancos vêm se mostrando cada vez mais dispostos a aumentar a oferta de empréstimos. Por parte dos consumidores, as taxas de juros menores e a melhora da confiança vêm elevando, ainda que timidamente, a demanda por crédito.

Entre os itens mais vendidos estão os eletrônicos e eletrodomésticos. (Foto: Raquel Miranda/RDC)

Vale destacar que, entre os itens mais vendidos na data, estão os eletrônicos e eletrodomésticos, itens de valor mais elevado cujas vendas dependem das condições do crédito.

Além disto, ano após ano os consumidores têm aproveitado as promoções da Black Friday para já anteciparem as compras de Natal, o que também vem favorecendo o movimento do comércio na data.

Ainda assim, de acordo com a Boa Vista SCPC, mesmo diante da antecipação das vendas de Natal para a Black Friday, a melhora do cenário econômico já aponta para um aumento significativo do movimento do comércio na principal data do ano para o setor.

E-commerce

No final de semana pós Black Friday, o e-commerce faturou R$950 milhões, apontam dados da Ebit/Nielsen, referência em informações sobre o comércio eletrônico brasileiro. Na comparação com o mesmo final de semana de 2017, as vendas cresceram 30,4%. O número de pedidos foi de 1,874 milhões, alta de 18,8% ante ao mesmo período do ano passado. O tíquete médio foi de R$ 507, crescimento de 9,8% na mesma base de comparação.

Com o resultado do final de semana pós-Black Friday, o faturamento no e-commerce ultrapassou R$ 3,55 bilhões nos últimos quatro dias, alta de 25% na comparação com o mesmo período de 2017. De acordo com Ana Szasz, líder comercial para Ebit/Nielsen, os varejistas tinham planejamento feito também para o final de semana.