Custo para a construção civil no Amazonas cai 0,18%, aponta IBGE

Ainda segundo o Índice Nacional da Construção Civil, o custo no Estado é de R$ 1.028,15, o menor da Região Norte, e abaixo da média nacional, R$ 1.052,75

Da Redação / redacao@diarioam.com.br

O Rio de Janeiro, com 3,03%, foi o estado com a mais elevada variação (Foto: Arquivo/ABr)

Manaus – O custo para construção no Amazonas caiu 0,18% em julho e acumula, no ano, alta de 4,42%, segundo o Índice Nacional da Construção Civil (INCC), divulgado, ontem, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No País, houve alta de 0,58% no sétimo mês do ano e de 2,46% no acumulado de janeiro a julho.

O custo no Estado é de R$ 1.028,15, o menor da Região Norte, e abaixo da média nacional, R$ 1.052,75.

O Rio de Janeiro, com 3,03%, foi o Estado com a mais elevada variação mensal, decorrente tanto pela parcela da mão de obra (4,47%), consequência de reajustes salariais por acordo coletivo, como também pela parcela dos materiais (1,41%).

A seguir veio Mato Grosso do Sul e Rio Grande do Sul, com 2,14% e 1,85%, respectivamente, ambos também sob impacto de reajuste definido na convenção coletiva.

O custo nacional da construção, por metro quadrado, que em junho fechou em R$ 1.046,68, em julho subiu para R$ 1.052,75.

Regiões

Devido à variação na mão de obra nos Estados do Paraná e Rio Grande do Sul, consequência de reajuste salarial de acordo coletivo, a Região Sul apresentou a maior variação regional em julho (1,33%). Já a Região Norte ficou com a menor variação (-0,18%), apresentando taxas negativas para as parcelas de materiais e mão de obra: -0,29% e -0,05%, respectivamente.