Penúltima fase de pagamento do FGTS inativo vai pagar R$ 91 milhões no AM

A liberação dos saques para os nascidos em setembro, outubro e novembro foi antecipada e poderá ser feita a partir de 10 de junho, sábado

Beatriz Gomes/ redacao@diarioam.com.br

No Amazonas, desde o início dos pagamentos, em março, até sexta-feira (2), foram pagos R$ 231,6 milhões (Foto: Sandro Pereira)

Manaus – Na penúltima fase de pagamento das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), 88,3 mil trabalhadores do Amazonas terão direito ao saque de R$ 91,14 milhões, segundo a Caixa Econômica Federal (Caixa). A liberação dos saques para os nascidos em setembro, outubro e novembro foi antecipada e poderá ser feita a partir de 10 de junho, sábado.

No País, 7,5 milhões de trabalhadores poderão sacar R$ 10,9 bilhões, que correspondem a 25% do total de recursos disponíveis no programa, de acordo com o banco.

No Amazonas, desde o início dos pagamentos, em março, até sexta-feira (2), foram pagos R$ 231,6 milhões, o valor corresponde a 65% dos R$ 353,8 milhões que podem ser acessadas pelos trabalhadores até julho em 341,2 mil contas.

Previsto inicialmente para 16 de junho, o pagamento deste lote foi antecipado em razão do feriado de Corpus Christi, 15. Para os clientes que têm conta poupança individual na Caixa, o crédito também será antecipado e receberão os recursos automaticamente no dia 10.

Independentemente das próximas datas, as pessoas que fizeram aniversário nos meses anteriores ainda podem sacar os valores ou transferi-los para suas contas-correntes. A previsão é que o último lote, para nascidos em dezembro, seja pago a partir de 14 de julho.

Ao todo, 30,2 milhões de trabalhadores serão contemplados com o saque de contas inativas e devem resgatar quase R$ 40 bilhões, segundo o presidente da Caixa, Gilberto Occhi. A previsão inicial era de pagar cerca de R$ 30 bilhões, mas os valores são atualizados à medida que a procura aumenta e a Caixa identifica novas contas inativas, de demissões que não haviam sido comunicadas pelo empregador, mas que foram comprovadas pelo trabalhador.

“São os mesmos trabalhadores, mas com contas que, para a Caixa, estavam ativas por não terem o registro da data de demissão. Então, transformamos em conta inativa. Por isso, o grande volume de saques vai ultrapassar o número inicialmente previsto”, disse Occhi, ressaltando a importância do trabalhador levar a carteira de trabalho e as rescisões de contrato.

Os trabalhadores poderão sacar os recursos das contas inativa até 31 de julho.

 

Remuneração

Com a aprovação da Lei 13.446 que autorizou o aumento da rentabilidade do FGTS de 3% para 4,8% ao ano, acima da inflação prevista para 2017, de 4%, a Caixa pretende fazer a distribuição de dividendos em 31 de agosto.

A lei estabelece que metade do resultado do fundo será creditado automaticamente, todos os anos, em agosto, nas contas vinculadas, de forma a aumentar a remuneração. Tem direito ao valor os trabalhadores com valores em contas do FGTS em 31 de dezembro de 2016. A apuração do resultado ocorrerá nos meses de junho e julho.

Os trabalhadores que sacaram recursos das contas inativas do FGTS que tinham saldo positivo em 31 de dezembro de 2016 também receberão o rendimento atualizado.

Todas as contas de FGTS que tinham saldo em 31 de dezembro de 2016, receberão os créditos correspondentes àquele ano.

Para sacar esse dinheiro extra, as modalidades de saque permanecem as previstas em lei, como compra da casa própria, aposentadoria ou doenças graves, no caso das contas ativas. O saque das contas inativas é autorizado quando o trabalhador fica fora do mercado por mais de três anos.

 

Onde sacar

Assim como ocorreu nas fases anteriores, mais de 2 mil agências da Caixa estarão abertas no próximo sábado exclusivamente para o pagamento das contas inativas e esclarecimento de dúvidas sobre o tema. Outras 69 agências terão plantão para auxiliar no autoatendimento.

Além disso, o atendimento do banco vai funcionar duas horas a mais nos dias 12, 13 e 14 de junho para evitar filas nos primeiros dias de liberação do lote. A relação das agências está disponível no site da Caixa.

 

Quem pode sacar

De acordo com a Lei 13.446, de 25 de maio de 2017, objeto da conversão da Medida Provisória 763/16, pode fazer o saque das contas inativas o trabalhador que pediu demissão ou foi demitido por justa causa até 31 de dezembro de 2015. Valores até R$ 1,5 mil podem ser sacados nos terminais de autoatendimento com a senha do Cidadão.

Para valores até R$ 3 mil, o saque pode ser feito com o Cartão do Cidadão e a senha no autoatendimento, em lotéricas e correspondentes Caixa. Acima de R$ 3 mil, os saques devem ser feitos nas agências do banco. A transferência de recursos de contas inativas do FGTS da Caixa para outros bancos poderá ser feita sem a cobrança de taxas, a pedido do trabalhador.

O trabalhador que ainda não sabe se tem dinheiro a receber pode acessar o site sobre as contas inativas. No site, ele pode verificar o valor a receber, a data do saque e os canais disponíveis para pagamento.