Petrobrás poderá ajustar preço de combustível diariamente

Estatal anuncia nova política de preços e estabelece faixa de reajuste de -7% a 7%

Estadão/Diário do Amazonas

Nova política de preços da Petrobrás entra em vigor na próxima seman.a Foto: Tiago Queiroz/Estadão

Rio de Janeiro – A Petrobrás alterou sua política de preços de combustíveis. A diretoria executiva aprovou, nesta quinta-feira, 29, a revisão da política para aumentar a frequência de ajustes nos preços, que passará a vigorar a partir de segunda-feira, 03/07.

A novidade é que a área técnica de marketing e comercialização da companhia terá delegação para realizar ajustes nos preços, a qualquer momento, inclusive diariamente, desde que os reajustes acumulados por produto estejam, na média Brasil, dentro da faixa de -7% a +7%, respeitando a margem estabelecida pelo Grupo Executivo de Mercado e Preços (GEMP). Esse grupo é composto pelo presidente e os diretores executivos de Refino e Gás Natural, financeiro e de Relacionamento com Investidores.

A avaliação da companhia é de que os ajustes que vinham sendo praticados, desde o anúncio da nova política em outubro de 2016, “não têm sido suficientes para acompanhar a volatilidade crescente da taxa de câmbio e das cotações de petróleo e derivados, recomendando uma maior frequência nos ajustes.”

Qualquer alteração fora dessa faixa terá que ser autorizada pelo GEMP.

Ainda no fato relevante, a Petrobrás justifica que “a revisão da política permitirá maior aderência dos preços do mercado doméstico ao mercado internacional no curto prazo e possibilitará a companhia competir de maneira mais ágil e eficiente.”