Prefeitura abre licitação para espaço de venda de alimentos no Parque dos Bilhares

O edital com os pré-requisitos exigidos dos participantes estará disponível para os interessados a partir da próxima segunda-feira

Com informações da assessoria / redacao@diarioam.com.br

Manaus – A Prefeitura de Manaus, por meio da Comissão Municipal de Licitação (CML), informa que abrirá processo de concorrência, na modalidade pregão presencial, para a outorga de Permissão de Uso Onerosa de Espaços Públicos localizados nas dependências do Parque Municipal Ponte dos Bilhares, gerido pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas).

O pregão presencial é o de número 070/2017 e o edital com os pré-requisitos exigidos dos participantes estará disponível para os interessados a partir da próxima segunda-feira (13), no site sistemas.manaus.am.gov.br ou na sede da CML, na avenida Constantino Nery, 4.080.

Parque Municipal Ponte dos Bilhares (Foto: Arquivo/Semmas)

Os espaços disponíveis estão localizados entre as duas etapas do parque, situadas nas avenidas Djalma Batista (primeira etapa) e Constantino Nery (segunda). O certame dará direito à exploração de atividades comerciais relacionadas à prestação de serviços alimentícios do tipo lanchonete e similares (pizzarias, pastelaria, açaí, cafeteria, sorveteria, temakeria, soparia e produtos fitness) apenas por pessoa jurídica.

O pregão ocorrerá no dia 27 deste mês, às 9h. Maiores informações podem ser obtidas pelos telefones 3215-6375 e 3215-6376. O Aviso de Licitação, assinado pelo presidente da Subsessão de Bens e Serviços Comuns da CML, Rafael Vieira Rocha Pereira, foi publicado na edição do Diário Oficial do Município da última quinta-feira (9).

De acordo com o secretário municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Antônio Nelson de Oliveira Júnior, a concorrência tem como objetivo garantir a transparência no processo de ocupação dos quiosques do parque que se encontram fechados.

“A ocupação regular dos nossos quiosques irá beneficiar o empreendedor, o frequentador e a cidade de Manaus com a abertura de novas vagas de empregos, geração de renda e atração de público para o parque. É isso que pretendemos e esperamos contar com o interesse da iniciativa privada”, afirmou o secretário Antônio Nelson.