FAB lança concurso público com 183 vagas, incluindo Manaus

As vagas são para Nível Médio em diversas áreas de atuação e a remuneração inicial é de R$ 4,6 mil. A prova será realizada em abril de 2019

Da Redação / redacao@diarioam.com.br

Brasília – A Força Aérea Brasileira (FAB) abriu novo concurso público com 183 vagas para candidatos de nível Médio. Para concorrer é necessário ter entre 17 anos e 25 anos de idade até 31 de dezembro de 2020. As oportunidades são para ambos os sexos nas áreas de Eletrônica (30), Administração (40), Enfermagem (45), Eletricidade (14), Informática (20), laboratório (5), obras (8), pavimentação (8), Radiologia (5) e Topografia (8). Os aprovados vão ingressar no Estágio de Adaptação à Graduação de Sargento da Aeronáutica (EAGS) para ingresso em janeiro de 2020.

O processo seletivo é composto de provas escritas, inspeção de saúde, exame de aptidão psicológica, teste de avaliação do condicionamento físico (flexão e extensão dos membros superiores com apoio de frente sobre o solo, flexão do tronco sobre as coxas e salto horizontal), prova prática da especialidade e demais etapas descritas no anexo C das Instruções Específicas.

As inscrições começam em 14 de janeiro e terminam em 12 de fevereiro de 2019, pela internet. (Foto: Divulgação/FAB)

A prova escrita será aplicada às 9h de 28 de abril de 2019 (com questões sobre língua portuguesa e conhecimentos especializados), em Brasília, Belém, Recife, Natal, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, São Paulo, São José dos Campos, Campo Grande, Canoas e Santa Maria (RS), Curitiba, Manaus, Porto Velho e Boa Vista.

As inscrições começam em 14 de janeiro e terminam em 12 de fevereiro de 2019, pela internet. A taxa custa R$ 60. O concurso reserva 20% das vagas aos negros.

Os aprovados em todas as etapas pela Junta Especial de Avaliação (JEA) deverão se apresentar na Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR), em Guaratinguetá (SP), em janeiro de 2020, para habilitação à matrícula no curso, que terá duração de, aproximadamente, um ano. Segundo o calendário do concurso, a matrícula deverá ser feita em 15 de janeiro de 2020.

O aluno do EAGS é militar da ativa com precedência hierárquica prevista na Lei nº 6.880, de 9 de dezembro de 1980 (Estatuto dos Militares). Após a conclusão do estágio com aproveitamento, o formando será designado para alguma das organizações do Comando da Aeronáutica, em todo o território nacional. Atualmente, a remuneração do posto é de R$ 4,6 mil, mas há reajustes anuais de cerca de 30%.