Amigos criam associação para resgatar ‘boleiros’

Foto: Divulgação

Thiago Fernando / Vencer@diarioam.com.br

Manaus – Cultivar amizades e manter a boa forma com o futebol. Este é o objetivo dos ‘Amigos do Corubal’, grupo que se reúne, há três anos, todos os sábados, às 9h, no ‘Campo do Corubal’, localizado no Alvorada 1, zona centro-oeste de Manaus, para jogar uma ‘pelada’.

Um dos membros fundadores, o técnico de instalações Márcio Rodrigues, de 40 anos, explicou que tudo começou porque os ex-jogadores de futebol amador do bairro resolveram se reunir para brincar, no final de semana. A partir daí, virou rotina acontecer as partidas, no ‘Campo do Corubal’.

“Nossa pelada começou como um meio de divertimento. Começamos a chamar os amigos da área e velhos conhecidos do mundo da bola. Alguns são ex-jogadores profissionais, como eu, e outros, apenas atletas de final de semana”, disse Márcio, que, ao lado de outros cinco amigos, (João Salsicha, Ronaldo, Edinho, Marquinho e Mário Henrique) criou, no final de fevereiro, a ‘Associação Máster Amigos do Corubal’.

“Somos meio escassos de campo, no Alvorada. Começamos essa ‘pelada’, mas temos gastos para manutenção. Como precisamos comprar algumas coisas para que a ‘pelada’ aconteça, decidimos nos reunir para montar a associação. Estamos cobrando R$ 20 por mês, justamente para comprar bolas, coletes, redes e manter o campo”, afirmou o ex-jogador.

Até o momento, o futebol conta com cerca de 30 jogadores, porém, Márcio explicou que a ‘pelada’ está aberta para quem quiser participar.

“Eu já joguei no América-AM, mas fiquei mais nos torneios amadores. Para a gente, que é acostumado no meio do futebol amador, é importante chamar os amigos, bater um papo, tomar uma cervejinha. É importante esse contato”, citou Márcio.

Resgatar os parados

Além de manter viva a paixão pelo esporte, a associação também espera recuperar ex-jogadores, que pararam de participar de jogos amadores. Segundo Márcio, é fundamental esse cuidado, principalmente para o bem-estar do indivíduo.

“Fora a parte física, buscamos chamar os amigos para manter o contato e cuidar da saúde. Depois do futebol, vamos comer um churrasco, fazer amizade e nos aproximar. Buscamos resgatar quem está parado. Trazer de volta o prazer de praticar o esporte”, comentou.