23 milhões de bichos abatidos para obter couro ou pele, entre 1900 e 1970

Publicado na revista ‘Science Advances’,  trabalho de cientistas brasileiros com base em registros portuários e dados estatísticos do governo estima o impacto da caça comercial na Amazônia ao longo do século 20: ao menos 23 milhões de bichos foram abatidos para obter couro ou pele, entre 1900 e 1970. Entraram na conta apenas Amazonas, Acre, Roraima e Rondônia. O ciclo rendeu US$ 0,5 bilhão (valores de 2015) apenas entre 1930 e 1960.

Corregedor do TRE ouvirá PMs em processo de Melo

corregedor-geral do Tribunal Regional Eleitoral, desembargador João Simões, marcou para 17 de novembro uma audiência de tomada de testemunho de seis oficiais da Polícia Militar (PM) arroladas como testemunhas em uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral   em que o Ministério Público Eleitoral pede a cassação do mandato do governador José Melo (PROS) e do vice-governador Henrique Oliveira (SDD).  Em documento encaminhado ao Comando de Polícia Militar, no último dia 11, é solicitado o comparecimento de um coronel, um major, dois tenentes-coronéis, um capitão e um segundo tenente da corporação. Na ação, além do governador e do vice-governador, são investigados, por suspeita de abuso de poder político, o deputado estadual Platiny Soares (DEM), o então comandante da PM, coronel Eliézio Ferreira, além do coronel Aroldo da Silva Ribeiro. Segundo denúncia do MPE, os investigados usaram a estrutura da PM e concessão de benesses para favorecer a candidatura de Melo e Henrique durante a campanha eleitoral de 2014.

Federal na corregedoria

O Ministério da Justiça autorizou a cessão do delegado federal Leandro Almada para a corregedoria geral do sistema de segurança do Estado.

De olho no erário

Os Tribunais de Contas da União e do Estado firmarão acordo  para fiscalizar os recursos públicos federais.

Encontro da emancipação 1
Manaus sediará, em 2017, o 4º Encontro Nacional de Líderes Emancipalistas, com vários representantes do Amazonas.

Encontro da emancipação 2

Há movimentos pela emancipação  de Janauacá, Foz do Canumã, Itapeaçu, Novo Remanso, Matupi, Caviana, Campina do Norte, Mocambo e Balbina.

Serviço revogado

O  Exército revogou a licitação para  serviços de lançamento de fibra óptica subfluvial entre Manaus, Manacapuru e Coari.

Direito a terra

Até o final deste ano, os moradores das florestas nacionais de Humaitá e de Balata Tufarí, na BR-319, receberão títulos de Concessão de Direito Real de Uso (CDRU).

Crime eleitoral

O Ministério Público do Estado (MP-AM) investiga, de forma sigilosa, denúncia de crime eleitoral de servidor do INSS.

Pregão investigado

O MP-AM também investiga  irregularidades no edital do pregão da Sefaz para compra de desinfetante hospitalar.

Contrato na Sejel

O MP-AM apura possível improbidade em contratos de 2013, da Secretaria Municipal de Desporto e Lazer e a empresa Bizz.

Notificação do TCE

O Tribunal de Contas do Estado notificou o presidente da Federação Mixed Martial Arts, Laércio de Lima,  sobre  convênio com a Sejel.

Sustentação oral

Tramita na Câmara dos Deputados  proposta que garante sustentação oral de advogado em pedidos de liminares levados a um tribunal.

Rastreador rejeitado

A Câmara de Manaus  rejeitou projeto que obrigava instalação de rastreadores no transporte escolar.

Delator cita doação a Aécio via empresário

Em depoimento na ação movida pelo PSDB que pede a cassação da chapa Dilma-Temer, o ex-presidente da Andrade Gutierrez Otávio de Azevedo disse que doou à campanha de Aécio Neves (PSDB) via Oswaldo da Costa – ex-presidente da  Codemig.

Gim pega 19 anos de cadeia pelas propinas em CPIs

O juiz federal Sérgio Moro condenou o ex-senador Gim Argello (PTB-DF) a 19 anos de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. O então senador integrou as duas CPIs da Petrobras e teria cobrado R$ 5 milhões de cada empreiteira para não convocar seus executivos.