Candidatos comentam sobre pesquisa eleitoral do IDP

Asafe Augusto /Diário do Amazonas


Manaus – Os candidatos a prefeito de Manaus comentaram, na última quinta-feira (22), os resultados da pesquisa eleitoral do Instituto DIÁRIO de Pesquisa (IDP), da REDE DIÁRIO DE COMUNICAÇÃO, registrada na Justiça Eleitoral sob o número AM-08566/2016 e realizada nos dias 16 a 18 de setembro, envolvendo diversos bairros localizados nas 13 zonas eleitorais do município. Foram entrevistados 800 eleitores.

Alguns candidatos se mostraram desapontados com os números, outros se mostraram confiantes e comemoraram.

Se a eleição fosse hoje, o prefeito Arthur Neto (PSDB) teria 40% dos votos válidos, contra 21,4% de Marcelo Ramos (PR), 7,9% de Serafim Corrêa (PSB), 7,8% de Silas Câmara (PRB), 5,1% de José Ricardo (PT),  5% de Henrique Oliveira (SDD), 3,7% de Hissa Abrahão (PDT), 1,2% de Luiz Castro (Rede) e 0,5% de Queiroz (PSOL). O percentual de indecisos e que não sabem em quem votar é de 7,4%, índice que será diluído entre os candidatos no dia da eleição.

Em nota, o prefeito Arthur Neto apenas informou que as pesquisas “são retrato do momento e mostram que a população acredita no trabalho, mesmo em meio às dificuldades do País”.

O ex-deputado Marcelo Ramos afirma que todas as pesquisas têm mostrado que terá um segundo turno e que ele estará na disputa contra o prefeito Arthur.  “O sentimento que vejo nas ruas me dá a certeza de que estamos conquistando, a cada dia, mais apoio, mais engajamento, mais intenções de voto. Estamos cada vez mais fortes e tenho convicção de que o resultado final será a nossa vitória”, informou Ramos, ao completar afirmando que o eleitor está buscando a mudança.

Bem confiante com a pesquisa e com o resultado nas urnas, o deputado federal Silas Câmara afirmou que acredita que vai estar no segundo turno. “Venceremos com o apoio do povo e sem amarras políticas”, afirmou.

Esperando uma surpresa no dia 2 de outubro, o professor Marcos Queiroz (PSOL), o Queiroz, afirmou que a pesquisa é apenas um recorte da sociedade e não mostra as intenções gerais de votos. De acordo com ele, as pesquisas, até aqui divulgadas, não retratam o que ele vem “sentindo” nas ruas. “Sou o único candidato que anda toda Manaus e sei que tenho boa receptividade. As pessoas nas ruas não dizem que vão votar em quem está liderando as pesquisas. Podemos ter surpresas nas urnas”, comentou.

O deputado estadual José Ricardo afirmou que espera um resultado favorável nas urnas e que a pesquisa realizada pelo IDP apontou o seu crescimento. De acordo com ele, os eleitores estão dando resposta positiva ao trabalho nas ruas e terminais. O candidato disse, ainda, que alguns eleitores indecisos vão aderir às chapas “não convencionais”.

O vice-governador do Amazonas, Henrique Oliveira,  afirmou que a realidade nas ruas mostra que 50% do público ainda está indefinido com relação em quem escolher para prefeito de Manaus, abrindo, segundo ele, uma oportunidade para uma “reviravolta”. De acordo com Henrique, o resultado real só será conhecido no dia das eleições.

O deputado federal Hissa Abrahão  acredita que haverá uma reviravolta na corrida eleitoral e que os números da pesquisas não o desanimam.  “Se pesquisa ganhasse eleição, não era necessário ter campanha política. Nosso maior retorno é o apoio que temos recebido nas ruas da capital, diariamente. O sentimento é diferente do resultado das pesquisas”, salientou.

Pregando cautela, o ex-prefeito de Manaus Serafim Corrêa  afirmou que é preciso ter paciência e administrar as ansiedades neste pleito. De acordo com ele, a resposta será conhecida apenas no dia da eleição. “Estou animado e confiante. Em apenas uma reunião na (bairro) Compensa tive 800 pessoas que apoiam a volta da ‘domingueira’ e da meia passagem de ônibus  na catraca. Eles me apoiam”, disse.

O deputado estadual Luiz Castro  afirmou que o sentimento e a resposta vinda dos candidatos a vereador e militantes da coligação são muito maiores do que a mostrada na pesquisa. Ele disse que não se pauta por pesquisa, mas pela respostas que vem das ruas.