Carille diz que derrota para o Flu não atrapalha trabalho e já pensa no Cruzeiro

Estadão Conteúdo /Diário do Amazonas


São Paulo – O técnico interino do Corinthians, Fábio Carille, não se sente pressionado após derrota para o Fluminense pelo Campeonato Brasileiro, por 1 a 0, no Itaquerão. Ele disse que já pensa no primeiro jogo das quartas de final da Copa do Brasil, quarta-feira, contra o Cruzeiro.

“O que falei desde o primeiro dia é que eu viveria a cada dia. Não me atrapalha em nada, sigo fazendo meu trabalho, com meus critérios, convicto, sempre trabalhando em equipe”, afirmou o treinador, que trabalha no Corinthians desde 2009, sempre como auxiliar-técnico contratado pelo clube.

Carille assumiu o Corinthians após a demissão de Cristóvão Borges depois da derrota no clássico para o Palmeiras. O presidente Roberto de Andrade afirmou que Carille será seu técnico até o final desta temporada. E que só pensa em contratar um novo treinador para 2017.

Carille dirigiu a equipe em apenas dois jogos. Os dois contra o Fluminense. Sob seu comando, o Corinthians venceu os cariocas pelas oitavas de final da Copa do Brasil e perdeu o jogo deste domingo pelo Brasileiro, o que fez o time despencar na tabela para a 7ª posição.

“A equipe foi bem nas duas partidas comigo”, afirmou o treinador, que citou o número de finalizações maior de sua equipe na partida deste domingo apesar da derrota por 1 a 0 em casa. “Seria ruim se não estivéssemos criando, chegando. É com trabalho que melhoramos a questão dos gols”.

Para o jogo contra o Cruzeiro na Copa do Brasil, Carille adiantou que irá repetir a escalação que perdeu o jogo deste domingo. Ele lembrou que não pode escalar o atacante Gustavo, que já atuou pelo Criciúma na competição.

“Minha ideia é manter a escalação, se não surgir nenhum problema. Gostei muito das triangulações. Agora será outro jogo, é um mata-mata e temos de saber que é importante não sofrer gols em casa”.