Coluna ‘Claro & Escuro’: Jungmann fechará acordos com a Colômbia, em Manaus

Da Redação / portal@d24am.com

Manaus – O ministro da Defesa, Raul Jungmann, se reunirá com o ministro da Defesa e comandantes das Forças Armadas da Colômbia, na próxima terça-feira (31), em Manaus, para fechar acordos de trabalho conjunto entre os dois países, entre eles, ações de inteligência e de combate ao tráfico de armas e drogas. “Não se faz combate ao crime sem inteligência para fazer uma intervenção cirúrgica e obter sucesso”, disse Jungmann. Depois de meio século de conflito entre o governo colombiano e as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), um acordo de paz entrou em vigor no dia 1º de dezembro de 2016. O acordo prevê, entre outros, a erradicação do cultivo de drogas ilegais e a entrega de armas da guerrilha à Organização das Nações Unidas. Segundo Jungmann, há uma preocupação sobre a entrada dessas armas no Brasil. “Existem alguns dissidentes das Farc que não estão dispostos a entrar nesse processo [de paz], e há um temor, justificado ou não, de que parte desse arsenal possa migrar para as nossas cidades”.

Nplan na Assembleia 1

A Assembleia Legislativa do Estado também contratou a Nplan Consultoria, em 2011, e pagou R$ 600 mil pela avaliação de sua folha de pagamentos.

Nplan na Assembleia 2

O serviço foi o mesmo  que a Nplan fez para o Estado, que custou R$ 45,5 milhões. O contrato  na Assembleia foi feito por pregão presencial.

Nplan na Assembleia 3

A empresa, segundo documento da ALE, se sagrou vencedora “pois apresentou a proposta de menor taxa de remuneração de 15%, na proporção de R$0,15 por cada R$ 1,00 .

Dívidas do vizinhos

Um levantamento do coordenador do MBA de Relações Internacionais da Fundação Getulio Vargas, Oliver Stuenkel, aponta que a Venezuela deve quase US$ 6 bi a empresas brasileiras.

Ação de 15 mil páginas

O processo que pode cassar d mandato do presidente Michel Temer já tem 15 mil páginas não deixam margem a dúvida: dinheiro ilegal foi usado para reeleger Dilma Rousseff (PT).

O ralho de Hatoum 1

Em entrevista ao site  Veja.com o escritor  Milton Hatoum diz que as questões indígena e rural foram tratadas de forma desastrosa no governo Dilma. E ainda pior no governo Temer.

O ralho de Hatoum 2

É um governo muito autoritário, e o ministro da Justiça Alexandre Moraes (ex-secretário de segurança pública do governador de São Paulo Geraldo Alckmin, do PSDB) é totalmente despreparado para o cargo, afirmou o autor amazonense.

Prejuízo da Arena 1

Na Arena da Amazônia, em 2016, a despesa total de manutenção foi de R$ 6,5 milhões. A receita alcançou R$ 1,1 milhão. O ‘elefante branco’ deixa um um déficit de R$ 5,4 milhões no bolso do contribuinte do Amazonas, a cada ano.

Prejuízo da Arena 2

A Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer tenta minimizar o saldo negativo e sonha  encerrar 2017  com despesas e receitas empatadas.