Coluna ‘Claro & Escuro’: Planalto estranha que Melo não cobra a Umanizzare

Da Redação / portal@d24am.com


Manaus – A coluna do jornalista Gerson Camarotti informou, nessa terça-feira (10), que tem causado estranhamento no Palácio do Planalto que, após dez dias do primeiro massacre em um presídio de Manaus, o governador José Melo (PROS) ainda não tenha se pronunciado em tom crítico em relação à empresa Umanizzare, terceirizada responsável por unidades do sistema carcerário do Amazonas. Segundo o jornalista, mais que isso, a expectativa em Brasília era que houvesse abertura imediata de uma investigação. A constatação é que há pontos omissos no contrato entre a Umanizzare e o governo do Estado.

A presidente do Supremo Tribunal Federal, ministra Carmen Lúcia, cobrou detalhes sobre o contrato. De acordo com o jornal O Globo, a família do presidente da Federação do Comércio do Ceará (Fecomércio-CE), que domina serviços de presídios no Amazonas, irrigou a campanha de Melo, em 2014, com uma das maiores doações: R$ 1,2 milhão. Os repasses foram feitos através da Serval Serviços e Limpeza e  a Auxílio Agenciamento de Recursos Humanos.

 

OAB disponibilizará 50 advogados para atuação em mutirão carcerário

A Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Amazonas (OAB-AM), disponibilizará 50 advogados para o mutirão carcerário, instituído em caráter emergencial pelo presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), desembargador Flávio Pascarelli. A decisão foi anunciada, nessa terça. Uma comissão de advogados será designada para atuar no mutirão e ficará à disposição dos juízes que os requisitarem.

Para empreiteira tem 1

No meio da crise da falta de recursos para segurança, o Governo do Amazonas publicou contratos milionários para obras de estradas com construtoras amigas.

Para empreiteira tem 2

Um de R$ 11,09 milhões para uma ligação entre a AM-010 e o ramal Brasileiros, em Manaus, com a Construtora São Francisco, de 7 quilômetros.

Para empreiteira tem 3

Outra, de R$ 12,88 milhões, com a Vila Construções Ltda., para recuperação de ramais no interior de Tabatinga.

Pernas curtas 1

O argumento do governador do Estado, José Melo, e do secretário de Fazenda, Afonso Lobo, de que não tem dinheiro para saúde e segurança, teve pernas curtas, como as da mentira. A arrecadação de 2016 foi  R$ 1,15 bilhão maior do que em 2015.

Pernas curtas 2

De acordo com o Portal da Transparência do Estado, a arrecadação do Poder Executivo, no ano passado, foi de R$ 15.296.122.640,21, contra R$ 14.137.552.903,38, de 2015.

No entorno do presídio

A Força Nacional, em Manaus, vai atuar no entorno do Complexo Prisional Anísio Jobim, onde 56 presos foram mortos, no começo do mês.

Rádio vira patrimônio

Presidida por Josué Neto, a Assembleia  declarou a Rádio Difusora  “patrimônio cultural de natureza imaterial do Estado”.

Cadastro de pedófilos

O deputado estadual Ricardo Nicolau (PSD) está propondo um Cadastro Estadual de Pedófilos.

Crime de arma branca

O Senado analisa um projeto que pune o porte de armas brancas, como facas e canivetes, com multa e até seis meses de detenção.

Transparência geral

Outro projeto no Senado obriga os órgãos federais dos três Poderes a divulgarem todos os gastos com publicidade.

Segurança na Justiça

Desde ontem,  os acessos aos  Fóruns de Justiça de Manaus tem detectores de metal.

Pastor Valdemiro pede R$ 8 mi para  os seus fiéis

O pastor Valdemiro Santiago retornou, dois dias depois de ser esfaqueado no altar por um rapaz, de 20 anos.  Ele afirmou ter contrariado os médicos e a família e disse contar com os fiéis para ajudar seu canal de TV, que, segundo ele, custa 8 milhões de reais ao mês.

Sérgio Fontes fala em uma ‘força dissuasória’

O secretário de Segurança do Amazonas, Sérgio Fontes, disse que se os presos souberem dos homens armados e equipados da Força Nacional no entorno do presídio, talvez eles pensem duas vezes antes de fazer alguma coisa.