Coritiba e Botafogo empatam sem gols e seguem perto da zona de rebaixamento

Coritiba e Botafogo empataram por 0 a 0, neste sábado, no estádio Couto Pereira, em Curitiba, em partida válida pela 14.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o time do Rio de Janeiro fica com 16 pontos, na 14.ª posição da tabela de classificação. O clube paranaense soma 14, na 16.ª colocação, apenas uma acima da zona de rebaixamento.

Em situações muito parecidas na competição, os times fizeram uma partida equilibrada e muito disputada. Próximas à zona de rebaixamento, ambas as equipes buscaram a vitória. O excesso de vontade gerou bons lances e muita marcação – o que dificultou a fluidez do jogo. O Botafogo teve bons lances na primeira etapa, com destaque para uma chance de Camilo defendida por Wilson.

O goleiro Sidão fez outra boa atuação e chegou a salvar o resultado para o Botafogo em chute de Kleber que ficou na linha do gol. O Coritiba teve mais posse de bola e foi mais incisivo, especialmente no segundo tempo – quando o rival sumiu do jogo. Kazim Richards e Kleber tiveram boas oportunidades, mas não conseguiram converter os gols.

Em seus próximos compromissos, o Botafogo enfrenta o Bragantino, no estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP), às 19h30 desta quarta-feira, pela rodada de ida da terceira fase da Copa do Brasil, e o Coritiba visita o Atlético Mineiro, no estádio Independência, em Belo Horizonte, no próximo dia 18, uma segunda-feira, às 20 horas.

O jogo

O Coritiba ameaçou o clube carioca logo no início. Aos três minutos, Emerson Conceição cruzou para Kazim Richards. Livre, o atacante desviou a bola e acabou colocando para fora muito perto do gol de Sidão. O jogo foi muito movimentado e o excesso de marcação o tornou truncado. Aos 12, Neilton ganhou a bola no meio e disparou na direção do gol, mas Luccas Claro saiu bem e evitou o gol. Aos 16, Camilo recebeu lançamento na área, girou e bateu forte. O goleiro Wilson se saiu bem e espalmou de reflexo. No rebote, a defesa afastou.

A disputa seguiu intensa, com muita marcação. O time alvinegro, pouco a pouco, foi se encontrando em campo, apesar da maior posse de bola do Coritiba. O time paranaense respondeu aos 36 minutos, em bom lance pela direita de Leandro, que passou para o atacante Kleber dentro da área. O camisa 83 chutou fraco e Sidão defendeu.

Dois minutos depois, o Botafogo quase entregou. A bola foi recuada para Sidão pelo alto, que tentou agarrá-la, mas deixou escapar. Por sorte, foi para fora. Aos 43, o goleiro salvou o Botafogo. Em cobrança de escanteio, Kleber recebeu e chutou forte. A bola passou por debaixo das pernas do arqueiro, mas resvalou em seu braço e quicou na linha sem entrar. Os anfitriões encerraram o primeiro tempo pressionando muito.

Na segunda etapa, o jogo teve o mesmo ritmo. Aos 6 minutos, o Coritiba quase abriu o placar após cabeçada de Juninho, que bateu no travessão e foi para fora. Aos 11, o clube paranaense tomou um grande susto. O zagueiro Emerson Conceição foi cortar um cruzamento, pegou mal na bola e acertou no seu próprio travessão.

Os times foram perdendo o ímpeto com o passar do tempo, mas a partida seguiu com muita marcação. O técnico Pachequinho mexeu no Coritiba e deixou o esquema tático mais ofensivo, enquanto que o Botafogo fortaleceu o sistema defensivo. Aos 31 minutos, o time paranaense voltou a atacar após um cruzamento de Kleber e finalização de Evandro para fora.

O Coritiba intensificou a pressão até o final da partida para tentar aproveitar o jogo em casa. Apesar da vontade, não criou lances de perigo e placar terminou em 0 a 0.

Ficha Técnica

CORITIBA 0 x 0 BOTAFOGO

CORITIBA – Wilson; Ceará (Dodô), Luccas Claro, Juninho e Emerson Conceição; João Paulo, Alan Santos e Juan (Evandro); Leandro (Vinicius), Kleber e Kazim Richards. Técnico: Pachequinho.

BOTAFOGO – Sidão; Luis Ricardo, Renan, Emerson e Diogo; Airton (Fernandes), Rodrigo Lindoso e Camilo; Rodrigo Pimpão, Neilton (Leandrinho) e Sassá (Vinícius Tanque). Técnico: Ricardo Gomes.

CARTÕES AMARELOS – Kazim Richards (Coritiba); Diogo Barbosa, Airton e Fernandes (Botafogo).

ÁRBITRO – Luiz Flávio de Oliveira (Fifa/SP).

RENDA – R$ 225.465,00.

PÚBLICO – 10.922 pagantes (11.715 no total).

LOCAL – Estádio Couto Pereira, em Curitiba (PR).