Em Manaus, setor imobiliário vende 1,3 mil unidades no segundo semestre de 2016

Da Redação / portal@d24am.com

Manaus – O mercado imobiliário de Manaus vendeu 1.315 unidades, com movimentação de quase R$ 470 milhões no segundo semestre do ano passado. Só em dezembro, o Valor Geral de Vendas (VGV) atingiu R$ 56,6 milhões, com 152 unidades comercializadas. O balanço foi divulgado nesta quinta-feira (26), pela Associação das Empresas do Mercado Imobiliário do Amazonas (Ademi-AM).

“Em dezembro, o comércio rouba a cena por ocasião das festas de fim de ano. Mesmo assim, tivemos um bom resultado no mercado imobiliário”, afirmou o presidente da entidade, Romero Reis.

De acordo com os dados da pesquisa, o bairro Ponta Negra, na zona oeste, foi o local com o maior registro de novos imóveis comercializados, em dezembro, com 31 unidades vendidas, seguido pelo Dom Pedro, com 18 unidades e os bairros Gilberto Mestrinho e Tarumã-Açú, com 11 unidades, cada.

O preço médio do metro quadrado no mês de dezembro foi de R$ 4.391, sendo o metro quadrado mais caro do tipo residencial no bairro Cachoeirinha (R$ 6.063), seguido pelo Parque Dez (R$ 5.795). Já no tipo comercial, o bairro com o metro quadrado mais caro é o Adrianópolis, com o valor de R$ 11.161.

A faixa de preço do metro quadrado com maior número de vendas ficou entre R$ 4.000 a R$ 6.000, com 62 unidades vendidas.

A pesquisa também especifica o tipo de imóvel comercializado. De todas as unidades vendidas, 66 estão prontas para morar, 58 em fase de obra e o restante (28 unidades) ainda estão na planta. “Esse dado mostra a heterogeneidade do mercado, disponibilizando o produto dentro do que o consumidor precisa e pode pagar”, ressaltou Romero.

Outro dado da pesquisa que merece destaque refere-se à média de preço dos imóveis comercializados. A faixa de preço médio de R$ 400 mil a R$ 600 mil obteve a maior quantidade vendida, 52 unidades, representando 33.3% das vendas.