Endividado, Nacional confirma Aderbal Lana como técnico para 2017

Diogo Rocha / portal@d24am.com


Manaus – O Nacional confirmou o técnico Aderbal Lana, de 70 anos, nessa terça-feira (27), para comandar um ‘renovado’ elenco para a temporada de 2017, quando o Leão da Vila disputará a Copa Verde, em janeiro, e o Campeonato Amazonense, a partir de março. Velho conhecido da torcida azulina, o mineiro Lana, que será treinador do Naça pela 13ª vez, precisará trabalhar com um orçamento mais modesto aos ‘padrões do clube’.

“Hoje, o Nacional não é mais aquele ‘Papai Noel’ que era. O Roberto (Peggy, eleito novo presidente do Leão) está pegando um clube endividado e precisamos ter calma. A situação do Nacional é emergencial (para montar um elenco) e se for trazer jogadores de fora (do Estado), não dará certo”, afirmou Lana.

O experiente treinador não está preocupado com o tempo curto para entrosar o futuro time do Naça até a estreia na Copa Verde, diante do Galvez (AC), no dia 29 de janeiro. A pré-temporada está prevista para começar, na próxima quarta-feira, dia 4, um dia após a coletiva de imprensa, no CT do Nacional, para apresentar a comissão técnica, um novo gestor e a lista de jogadores.

“Pelo que conversei com o presidente, ele já tem um planejamento montado. Alguns jogadores deverão ser daqui (do Amazonas). Evidentemente, o tempo até o início da Copa Verde é muito curto, mas tudo está encaminhado. Precisamos trabalhar com quem já conhece a realidade do futebol regional”, declarou o técnico.

Além de Lana, o Nacional contratou o preparador físico Rodrigo Bernardi, 40, que tem passagens por Vasco da Gama e Paysandu, e ‘importou’ um dirigente. José Alves dos Reis, o Zé Reis, que fez carreira no ‘eixo Rio de Janeiro e São Paulo’, trabalhará pela primeira vez no Amazonas para assumir o cargo de diretor-executivo de futebol.

“O perfil do José Reis é o que precisamos. Ele é um desbravador, tem um lado burocrático afinado e um excelente relacionamento interpessoal. Sendo que as referências foram positivas”, comentou Peggy.

Elenco reduzido

Vindo do Rio de Janeiro e previsto para chegar neste domingo, 1º de janeiro, em Manaus, o diretor-executivo Zé Reis, cuidará das indicações e do aval do técnico Aderbal Lana para todas as contratações do Nacional. A princípio, serão apenas 18 jogadores profissionais no elenco.

Os perfis dos reforços são de atletas com passagens por clubes do Estado e que conhecem as particularidades do clima amazônico e do calendário de competições. Para o Campeonato Estadual, o grupo aumentará.

“Conforme vamos evoluindo (nos treinos), iremos perceber quais posições que teremos que reforçar. Vamos tentar readmitir, no profissional, atletas das categorias de base. No Amazonense, devemos chegar a 24 ou 28 jogadores, no máximo”, disse Peggy.