Executivos tem prisão decretada após venda ilegal de ingressos para Olimpíadas 2016

O Juizado Especial do Torcedor do Rio decretou a prisão de quatro executivos da empresa britânica THG por venda irregular de ingressos para a Olimpíada.

Todos os mandados são para executivos estrangeiros da companhia: dois ingleses, um irlandês e um holandês. A Polícia Federal foi comunicada e repassará a informação a Interpol para que avise os países sobre os mandados.

“Todos os diretores tem ciência e contribuem para que a empresa atue desta forma irregular. O elo que une os indiciados é a THG”, afirmou o delegado Ricardo Barbosa, coordenador do Nage (Nucleo de Apoio aos Grandes Eventos).

Na sexta (5), horas antes da cerimonia de abertura, a Polícia Civil prendeu o irlandês Kevin Mallon, um dos diretores da THG. Buscas com autorização judicial feitas ao quarto de hotel de Mallon encontraram cerca de 800 ingressos para diferentes competições da Olimpíada.