Fla volta ao ‘Maraca’ para desafiar Timão

Agência Estado / Diário do Amazonas


Rio de Janeiro  – O Flamengo ganhou o principal reforço para a reta final do Campeonato Brasileiro. Pela primeira vez na temporada, no jogo contra o Corinthians, neste domingo, às 15h (de Manaus), o time rubro-negro atuará no Estádio do Maracanã. Além de não ter mais que viajar nas partidas em que for mandante, o clube carioca espera que a força da torcida no Rio faça a diferença para que a equipe conquiste o título nacional.

Na vice-liderança com 60 pontos, quatro a menos que o Palmeiras, o Flamengo atuou em cinco cidades (Volta Redonda, Brasília, Cariacica, Natal e São Paulo) nos 11 jogos em que foi mandante. Eliminado da Copa do Brasil, durante a semana, ao perder para o Cruzeiro, o Corinthians tenta se reabilitar e terminar o Brasileirão no G-6. O time tem 48 pontos e está em sétimo antes do início desta 32ª rodada.

Para a reestreia no Maracanã, a torcida rubro-negra esgotou, de forma antecipada, os 54 mil ingressos colocados à venda. Enquanto torcedores matam a saudade do estádio do Maracanã, no Rio, Flamengo e Corinthians entram em campo cientes de que as festividades e nostalgia não passam de figuração, dentro da necessidade de vencer a partida para não ver os objetivos ficarem muito mais longe.

O Flamengo viu o Palmeiras desgarrar, na última rodada, após perder para o Internacional por 2 a 1, enquanto que o rival alviverde derrotou o Figueirense pelo mesmo placar. Mesmo assim, os quatro pontos de distância não fazem ninguém baixar a guarda. “Foi um banho de água fria, mas estamos bem vivos”, afirmou o técnico Zé Ricardo.
Com lesão na coxa, o meia Éverton é o desfalque carioca para a partida. Durante a semana, o técnico fez mistério, mas esboçou um time mais cauteloso com a entrada de Mancuello no meio de campo. Com três homens de contenção, Diego e Willian Arão terão mais liberdade para atacar.

Na frente, três jogadores disputam uma posição: Leandro Damião, Gabriel e Fernandinho. O treinador disse que pode apresentar uma ‘surpresa’ para o adversário e preferiu adotar o mistério em relação ao time que entrará em campo.

Se o discurso entre os cariocas é de esperança, o técnico Oswaldo de Oliveira quer reerguer o Corinthians, em recuperação, após ser eliminado nas quartas de final da Copa do Brasil, pelo Cruzeiro, na última quarta-feira.
O último confronto entre as equipes é de excelente recordação aos corintianos. Em sua arena, em São Paulo, e sob o comando do técnico Cristóvão Borges, a equipe goleou o rival por 4 a 0 e fez seu placar mais elástico na competição.