Foragido do Ipat é preso e diz que detentos fugiram após cavar túnel durante quatro dias

Thiago Monteiro / portald24am@gmail.com

Manaus – “Não quero mais ir preso”, afirmou o foragido do Instituto Penal Antônio Trindade (Ipat) Romário Silva dos Santos, 23, o ‘Romarinho’. Ele foi capturado na manhã desta terça-feira (31), por policiais civis do 8° Distrito Integrado de Polícia (DIP), no apartamento da mãe dele, no conjunto Viver Melhor, bairro Lago Azul, zona norte de Manaus.

De acordo com o delegado Demétrius Queiroz, do 8° DIP, Romário foi preso por meio de denúncias anônimas para a Polícia Civil. “Quando chegamos ao local, ele estava dormindo. O Romário contou detalhes de como ocorreu a fuga no Ipat no último dia 1° de janeiro deste ano”, disse Queiroz.

À reportagem, Romarinho afirmou que os detentos do Ipat cavaram, durante quatro dias, um túnel na unidade prisional e tiveram autorização do ‘Mano Dudu’ para a fuga em massa dos 225 detentos do Ipat e Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj).

“No mesmo dia, eu consegui ajuda de uma mulher, que me deixou em uma parada de ônibus e de lá eu segui para a casa da minha mãe. Aqui fora, eu só estava fumando maconha”, contou o foragido.

Conforme Queiroz, Romário responde na Justiça a três processos por roubo e um por tráfico de drogas.

Romário foi levado para o 8°DIP, no bairro Compensa, zona oeste. Ele será reconduzido ao sistema penitenciário.