‘Inverno amazônico’ derruba a temperatura e aumenta as chuvas na capital

Gisele Rodrigues / portal@d24am.com


Manaus – De acordo com o Grupo Climatempo, a semana vai ser de chuva e temperaturas amenas na capital amazonense. Até a próxima segunda-feira (12), o volume de chuva em Manaus previsto é de 138 milímetros. As temperaturas, conforme o Climatempo, vão variar de 34 graus de máxima – em dias menos chuvosos, a 23 graus de mínima. As temperaturas mais baixas e o volume de chuva, segundo a meteorologia do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), é característica do ‘inverno amazônico’.

De acordo com a previsão do Climatempo, nesta terça-feira (06), o manauara terá que tirar o guarda-chuva do armário para se proteger. Estão previstos 21 milímetros de chuvas para o período da tarde e da noite, com umidade relativa do ar de cerca de 74%. Ainda conforme o grupo meteorológico, a temperatura fica entre 34 e 25 graus.

Já o dia mais chuvoso nos próximos sete dias, segundo a meteorologia do Climatempo, será a próxima quinta-feira (8), quando deve cair na cidade, aproximadamente, 35 milímetros de precipitação. Os períodos de chuvas serão registrados durante a manhã, tarde e noite, segundo a previsão meteorológica.

Até as 10h de ontem, o Climatempo não registrou máxima acima dos 25 graus. O clima mais ameno, segundo o meteorologista do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) Gustavo Ribeiro, deve continuar até o fim do ‘inverno amazônico’.

“Estamos no período chuvoso, o popular ‘inverno amazônico’, que vai de dezembro a meados de abril do ano que vem. A tendência é que a partir de agora e nos próximos meses as temperaturas sejam mais amenas, pois é normal que ocorram mais chuvas neste período”, afirmou o especialista.

De acordo com Ribeiro, na estação meteorológica do Inmet em Manaus, no bairro de Adrianópolis, das 8h da manhã do dia 1° de dezembro até as 8h da manhã de ontem, o acumulado de precipitação foi em 44,1milímetros. Em dezembro de 2015, o acumulado foi de 14 milímetros no mesmo período.

Na avaliação de Ribeiro, para os primeiros cinco dias do mês, este volume de chuvas é considerado “ligeiramente acima da média”.