Lutador amazonense estreia no Jungle Fight neste sábado

Diogo Rocha /Diário do Amazonas


Manaus – A escalada do lutador amazonense Luís Artur, 26, conhecido também por Arturzinho, no Mixed Martial Arts (MMA), ganhou mais um degrau. Neste sábado (22), ele fará sua estreia no Jungle Fight, pela edição 91 do evento, contra o paraense Ivanildo ‘Monstrinho’ Silva, pelo card preliminar da categoria Mosca (até 57 quilos), no ginásio do Ibirapuera, em São Paulo.

Vindo de uma vitória por nocaute no Shooto Brasil 65, no Rio de Janeiro, no dia 31 de julho, sobre Elves Oliveira, da Nova União-RJ, Artur se prepara há mais de dois meses para o Jungle, considerado a maior franquia de MMA da América Latina. A primeira negociação entre o lutador com o Jungle Fight, criado pelo empresário amazonense Wallid Ismail, começou na edição comemorativa, de número 90.

Concentrado em ganhar visibilidade nacional para, futuramente, buscar o acesso ao sonhado Ultimate Fighting Championship (UFC), Artur descartou qualquer evento regional para aguardar a confirmação no Jungle, que veio na edição posterior. E para ter uma estreia bem-sucedida como na ocorrida no Shooto, o técnico do lutador, Alessandro Smith, já traçou uma estratégia.

“Nós estudamos todos os vídeos das últimas lutas do Ivanildo e percebemos que é um rival muito aguerrido. Ele treina muito muay thai, porque gosta da trocação, além de ter uma luta no solo boa também. Então, estamos afinando a trocação do Arturzinho para aguentar a primeira pressão em cima e levar o combate para o chão para dominar, onde somos mais fortes”, revelou Smith.

O próximo adversário do amazonense no octógono, Ivanildo ‘Monstrinho’, está invicto no MMA. Com um cartel de quatro vitórias em quatro lutas, o lutador da Marajó Brothers Team, equipe do Pará, também é estreante no Jungle Fight.

“Neste evento não existe adversário fácil. Se um lutador entra no Jungle é porque tem o perfil de ‘casca-grossa’, ninguém é chamado caso não venha de vitórias em lutas anteriores”, afirmou o treinador.