Medalha de Martine e Kahena recoloca a vela como maior modalidade do Brasil

Rio de Janeiro – A vitória das brasileiras Martine Grael e Kahena Kunze nos Jogos do Rio, além de melhorar a posição do Brasil na classificação geral das Olimpíadas, recolocou a vela como modalidade olímpica mais vencedora da história brasileira. Atuais campeãs do mundo, mas estreantes em Jogos Olímpicos, Martina e Kahena venceram a regata da medalha na tarde desta quinta (18), com apenas dois segundos de vantagem sobre a Nova Zelândia, e garantiram o ouro.

Foi a sétima medalha de ouro da vela brasileira, que já havia vencido, de duas em duas, em apenas três edições dos Jogos Olímpicos: 1980, 1996 e 2004. No total de medalhas, porém, a vela brasileira segue em terceiro lugar como modalidade mais premiada, atrás do judô, que subiu ao pódio 22 vezes, e do vôlei (tanto de quadra quanto de praia), que conquistou 21. O vôlei de praia brasileiro certamente conquistará mais uma medalha, logo mais à noite, na disputa do ouro masculino.

Além de primeiras brasileiras a se tornarem campeãs do mundo, Martine e Kahena, agora, também são as primeiras mulheres campeãs olímpicas no país.