Medicina tradicional asiática incentiva caça ilegal de onças

Caçadores ilegais estão abatendo onças na  Amazônia boliviana para traficar suas presas – usadas em supostos tratamentos de medicina tradicional asiática ou como amuletos. Contrabandistas pagar a caçadores até US$ 100 (R$ 340) por dente. Autoridades suspeitam que o crime também ocorra em mais países sul-americanos, inclusive no Brasil. O Ibama diz suspeitar que caçadores  ligados ao tráfico  asiático operem no País.

Melo disse que contrato da Maus Caminhos era ‘legal’

O governador do Amazonas, José Melo, disse, ontem, em entrevista à Rádio Tiradentes, que o contrato do Estado com Instituto Novos Caminhos (INC), instituição usada, segundo a Polícia Federal e o Ministério Público Federal e a Controladoria Geral da União, para  desviar R$ 110 milhões da Saúde do Estado, “é legal”. O contrato, iniciado no governo de Omar Aziz (PSD), perpassou o  primeiro mandato e entrou  pelo segundo mandato de Melo, que chamou de “sucessão de erros” o que a operação Maus Caminhos chamou de desvio de dinheiro público. A juíza federal da 4ª Vara Federal, no Amazonas, Ana Paula Serizawa Silva Podedworny enviou ao Supremo Tribunal Federal (STF) o inquérito da operação. Pela decisão, é possível afirmar que a operação chegou a autoridades públicas que têm direito a foro privilegiado em julgamentos por crimes. Governadores podem recorrer a um foro em terceira instância, enquanto presidentes, vices, deputados federais, senadores e ministros têm foro privilegiado em última instância, ou seja, no STF.

Acúmulo de cargos 1

O Tribunal de Contas do Estado determinou  à Superintendência Federal de Agricultura, Pecuária e Abastecimento no Estado do Amazonas que impeça a acumulação de cargos.

Acúmulo de cargos 2

O TCU constatou que um auxiliar operacional acumulava cargo de vigia da Seduc e um agente administrativo era professor da Semed.

Fronteira fechada 1

A fronteira do Brasil com a Venezuela, em Roraima,  foi fechada 72 horas, por ordem do presidente Nicolás Maduro.

Fronteira fechada 2

A medida serviu para enfrentar as “máfias que operam na região e fazem contrabando da moeda venezuelana”.

Votos pelo teto

Os senadores Eduardo Braga (PMDB-AM) e Omar Aziz (PSD-AM) votaram a favor da PEC do Teto de Gastos. Vanessa Graziottin (PCdoB-AM) votou contra.

Execuções fiscais

Uma das Câmaras do Tribunal de Justiça  decidiu que é desnecessário RG e CPF do devedor para  execuções fiscais.

Empresa amiga 1

O Tribunal de Justiça do Amazonas lançará o selo ‘Empresa Amiga da Justiça’, para solução de conflitos baseadas na não litigância.

Empresa amiga 2

Há em tramitação no País cerca de 106 milhões de processos, sendo 83% com bancos e concessionárias de serviços públicos.

Emendas estaduais

Os deputados estaduais têm, hoje, para apresentar emendas ao Projeto de Lei Orçamentária Anual (Ploa) 2017.

Posse em sindicato

O empresário Nelson Azevedo assumiu, ontem, a presidência  do Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Manaus.

Policiais na mira

O Ministério Público do Estado publicou, ontem, em seu Diário Oficial, Portarias  instaurando dezenas de procedimento investigatórios criminais contra policiais civis e militares do Estado, por tortura, abuso de autoridade e até estupro de vulnerável, entre outros crimes de corrupção e prevaricação.

Goldfajn mostrou satisfação com avanço do ajuste

O presidente do Banco Central (BC), Ilan Goldfajn, se mostrou entusiasmado com a aprovação em segundo turno, pelo Senado, da PEC do Teto de Gastos. Em evento, em São Paulo, ele pediu uma salva de palmas à PEC, principal medida do ajuste fiscal do governo  Temer.

Datafolha animou os que querem Lula na 2018

Pesquisa do Datafolha que aponta Lula em 1º lugar nas intenções de voto no primeiro turno em 2018 animou petistas que andavam cabisbaixos. Aliados tentam convencê-lo a assumir a legenda a partir de 2017. Depois sugerem que ele deixe o posto para disputar as eleições de 2018.