Mototaxista que não tiver touca para passageiro terá multa menor

Da Redação / portal@d24am.com


Manaus – A Câmara Municipal de Manaus (CMM) aprovou, nessa segunda-feira (28), a alteração na Lei 1.986, de 27 de maio de 2015, que torna obrigatório o fornecimento de touca descartável ao passageiro de mototáxi. A mudança foi no valor da multa a quem não cumprisse, que era de mais de R$ 1,6 mil, com a perda da concessão, em caso do não pagamento.

Com as alterações, as multas variam de dois a quatro UFMs (atualmente a UFM está em R$ 92,97), também foi acrescentado que o mototaxista terá sua licença suspensa no prazo de seis meses, na terceira notificação, e, posteriormente, perda da concessão e inclusão em curso de reciclagem para mototaxistas. O projeto substitutivo foi aprovado por unanimidade e seguiu para sanção do prefeito de Manaus.