Rotina ‘nos trinques’ da casa para a rua

Tiago Melo / Diário do Amazonas


Manaus – Etiqueta é muito mais do que apenas um conjunto de regras de comportamento. Para a historiadora da arte e autora do livro ‘Viver com Elegância não é Difícil’, Maria Inês Pierin Borges da Silveira, etiqueta é a arte do bom comportamento e de levar a vida toda ‘nos trinques’. Algo que, definitivamente, não sai — nem tem como sair — de moda.

“A etiqueta é uma arte composta de ensinamentos que regulam o nosso comportamento, alguns essenciais, que aprendemos desde crianças, e que, sem dúvida, nos ajudam a nos sentirmos confiantes e a agir com naturalidade”, afirmou a especialista.

De acordo com Maria Inês, engana-se quem acredita que a etiqueta sirva apenas para situações pomposas. “As pessoas ligam a palavra etiqueta à ostentação e ao luxo. Puro engano. A etiqueta é importante em todas as classes sociais. A boa educação e o respeito são primordiais no nosso dia a dia,  principalmente no trabalho”, disse ela. “Devemos ter informações básicas sobre comportamento e atitudes adequadas no mundo corporativo e social, pois conhecê-las nos dá tranquilidade e isso é bom”, completou.

Princípios básicos

Segundo a consultora, a elegância e a discrição são os carros-chefes da etiqueta à mesa. Com a correria do dia a dia e refeições cada vez mais rápidas e informais, as etiquetas acabam sendo deixadas apenas para datas muito especiais.

“Existem regras de etiqueta para tudo, comportamento em público em várias situações: praia, rua e escritórios. Etiqueta no vestuário, encontros formais, informais e casuais. Que tipo de roupa usar e etiqueta de mesa”, listou Maria Inês, reiterando que, apesar de muitas, elas não devem ser deixadas de lado. Com prática e treino, tais atos se tornarão naturais, até mesmo fora das formalidades, defende ela.

Confira, a seguir, algumas regras essenciais para uma vida mais elegante — sem, claro, ficar com cara de ‘certinho paranoico’:

  • Tenha sempre cabelos limpos e unhas aparadas e limpas;
  • Ser pontual é sinal de organização;
  • Sempre observe o convite e o tipo de festa para escolher seu traje corretamente.

Encontro de negócios

Sabemos que, hoje em dia, muitos encontros de negócios são realizados durante uma refeição, café da manhã, almoço ou jantar. “Está provado, através de pesquisas, que 15% do nosso sucesso é pelo conhecimento preparo e competência e 85% se deve ao nosso relacionamento. E, para um bom relacionamento, regrinhas básicas são importantes”, disse Maria Inês.

Conforme a especialista, portar-se bem em uma refeição de negócios faz parte da autopromoção da sua imagem e demonstra o quanto você se importa em fazer uma boa presença a sua companhia, na hora de sentar-se à mesa. “Em cada fase da vida, podemos apreender conceitos sobre educação, etiqueta social e utilizá-los em nosso meio, de acordo com os nossos desejos e interesses”, disse a especialista. Portanto, confira algumas dicas para reuniões de negócios e saiba como se sair bem:

  • Inicie a reunião com conversas amenas. Após o aperitivo ou couvert, pode-se falar de trabalho;
  • Evite gírias e expressões muito populares. Use uma linguagem adequada e cultive o bom português. Seja objetivo: deixe a explanação melhor e maior para o escritório;
  • Saiba ouvir. No entanto, se for preciso interromper o seu interlocutor para expor uma ideia, faça de forma delicada.

Para a rotina

Viver em sociedade não é nada fácil. Muito menos quando precisamos nos portar de forma diferente da qual estamos acostumados. É comum que, em casa, tenhamos atitudes mais descontraídas, despreocupadas com as regras de etiqueta, o que é normal, mas não podemos nos portar da mesma forma em todos os lugares.

Para Maria Inês, os talheres e suas formas de uso são os pontos que mais confundem as pessoas quando se deparam com um jantar ou almoço formal — contudo, existem regrinhas mais importantes e fáceis de aplicar no dia a dia, inclusive dentro de casa, afinal, é de conhecimento geral que bons modos se aprendem em casa. Confira:

  • Puxe a cadeira com delicadeza e sente-se ereto;
  • Não gesticule segurando talheres;
  • Não fale de boca cheia;
  • Jamais use palito à mesa — faça-o no banheiro, pois é um ato de higiene pessoal;
  • Evite garfadas muito generosas e encher o prato com muita comida. O correto é voltar a servir-se no bufê;
  • Evite abrir demais os braços durante as refeições. Mantenha-os junto ao corpo para não incomodar o vizinho;
  • Evite gafes como: usar a toalha como guardanapo, fazer ruídos ao comer, usar o seu próprio garfo para retirar comidas de travessas;
  • Não coloque resíduos de comida no sousplat;
  • Não lamba a faca ou os dedos.

Quando questionada se, porém, quem segue a etiqueta ao pé da letra não corre o risco de se tornar um ‘chato’ perfeccionista, ela concluiu: “a elegância está em demonstrar perspicácia e bom senso para sabermos seguir as regras de etiqueta no momento específico e em diversas ocasiões”.