Seleção feminina dos Estados Unidos arma forte esquema de segurança para treino

Por Diogo Rocha


Manaus – Com um forte esquema de segurança, o ônibus com a seleção feminina dos Estados Unidos chegou nesta segunda-feira (8), às 17h55, no Estádio Ismael Benigno (Colina), no bairro do São Raimundo, na zona oeste de Manaus, e atraiu dezenas de curiosos. Aproximadamente 50 policiais, entre forças da Polícia Militar, batedores do Exército e agentes do FBI (Federal Bureau of Investigation, a Polícia Federal americana), além de uma ambulância do Corpo de Bombeiros, cuidavam do aparato de proteção das jogadoras e comissão técnica.

No primeiro e único dia de treino em campo, em Manaus, da equipe olímpica norte-americana para o jogo contra a Colômbia, pela terceira e última rodada do Grupo G do Torneio Olímpico de Futebol, que será nesta terça-feira, às 18h, na Arena da Amazônia, a técnica Jill Ellis decidiu fazer completo mistério sobre a escalação e a formação tática. Apesar do grupo feminino dos Estados Unidos, que lidera a chave com seis pontos, já estar classificado para as quartas de final, a comitiva da seleção americana fechou o treino para a imprensa depois de uma rápida liberação.

O Portal D24am foi uma das equipes liberadas para acompanhar o início do aquecimento das jogadoras, por apenas 15 minutos. Mas o tempo para os repórteres presenciarem os trabalhos na Colina acabou drasticamente reduzido para quatro minutos.

No momento da retirada dos repórteres da arquibancada, único local do estádio permitido para a imprensa ficar, a segurança do local informou que nenhum tipo de imagens, por fotos ou filmagens, dos trabalhos da equipe norte-americana fossem registrados. O treinamento dos EUA durou no total uma hora e meia, com a delegação saindo da Colina, às 19h30.

E na brevíssima entrada da imprensa no treino, a goleira Hope Solo junto com as outras goleiras começava a preparação física na grande área. Uma roda com as jogadoras de linha, na beira da zona intermediária do campo, demonstrava um clima descontraído. Do lado de fora da Colina, um pequeno grupo de curiosos e torcedores, que seguiam em frente ao estádio, era impedido pela Polícia Militar até de olhar um pouco o treino da equipe dos Estados Unidos por trás das grades do portão da bilheteria. Uma simples espiada era proibida por recomendação da comitiva de futebol norte-americana.

Tetracampeã olímpica de futebol feminino, a seleção dos EUA ganhou ouro nos Jogos Olímpicos de Atlanta, em 1996, Atenas, em 2004, Pequim, em 2008 e Londres, em 2012. Em 2004 e 2008, a equipe americana derrotou a Seleção Brasileira nas finais. Pelos Jogos da Rio 2016, os Estados Unidos está com 100% de aproveitamento, pelo Grupo G, ao vencer a Nova Zelândia, por 2 a 0, e a França, pelo placar de 1 a 0, ambos os jogos no Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG).